Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel do fator de transcrição AtbZIP63 de Arabidopsis thaliana na resistência a Pseudomonas syringae pv. tomato estirpe DC3000

Processo: 13/07295-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Michel Georges Albert Vincentz
Beneficiário:Cleverson Carlos Matiolli
Supervisor no Exterior: Maeli Melotto
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Texas at Arlington (UT Arlington), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/09351-8 - Avaliação da estabilidade da proteína do fator de transcrição AtbZIP63 em resposta a estresses biótico/abiótico e do papel deste gene na resistência de Arabidopsis thaliana a Pseudomonas syringae pv tomato estirpe DC3000, BP.PD
Assunto(s):Interações hospedeiro-patógeno   Arabidopsis   Fitopatógenos

Resumo

Na planta modelo Arabidopsis thaliana, a acumulação de RNAm do fator de transcrição AtbZIP63 é regulada pela flutuação diária dos níveis de açúcares, ácido abscísico (ABA), relógio circadiano e infecção por patógenos. De acordo com isso, a classificação funcional dos 280 genes desregulados no mutante por inserção de T-DNA atbzip63-1 sugere que AtbZIP63 está direta ou indiretamente envolvido na regulação de genes relacionados as respostas à carência energética, estresses abióticos e bióticos, provavelmente modulando o uso equilibrado de energia em resposta aos desafios ambientais. Estudos preliminares realizados em colaboração com a pesquisadora Maeli Melotto (University of Texas at Arlington - UTA) mostraram que o mutante atbzip63-1 é mais resistenteque seus respectivo genótipo selvagem Columbia a infecção pelo fitopatógeno Pseudomonas syringae pv. tomato (Pst) estirpe DC3000. Além disso, pesquisas em andamento em nosso laboratório sugerem a participação de AtbZIP63 também no controle da mobilização de amido durante a noite, sugerindo uma possível relação entre energia e resistência a patógenos mediada ao menos parcialmente por AtbZIP63. Contudo, os mecanismos moleculares associados a resistência do mutante atbzip63-1 a infecção por Pst DC3000 permanecem desconhecidos. O presente projeto de pesquisa no exterior visa elucidar os mecanismos moleculares pelo qual AtbZIP63 opera na defesa da planta contra Pst DC3000, bem como avaliar a susceptibilidade de genótipos superexpressores e knockdown por RNA de interferência (RNAi) de AtbZIP63 afim de validar os resultados previamente obtidos com o mutante atbzip63-1. Serão avaliadas por Y2H (Yeast two-hybrid) a interação da proteína de AtbZIP63 com proteínas chave envolvidas nas respostas a infecção por Pst DC3000, principalmente aquelas que participam das vias de sinalização do fitormônio JA-Ile (Jasmonate-Isoleucine conjugate), comprovadamente essenciais nas respostas a fitopatógenos hemibiotróficos. Além disso, os perfis de RNA mensageiro do mutante atbzip63-1 e seus respectivo selvagem Col-0 serão comparados no decorrer da infecção com Pst DC3000. Está análise permitirá, a priori, elucidar quais genes estariam desregulados no mutante atbzip63-1 no decorrer da infecção e que seriam responsáveis pela maior resistência deste mutante a infecção por Pst DC3000. (AU)