Busca avançada
Ano de início
Entree

Função Retiniana em Retinopatia Diabética Proliferativa após Tratamento com Laser de Múltiplas Miras e Ranibizumabe

Processo: 12/16265-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Rodrigo Jorge
Beneficiário:Katharina Vieira Messias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Eletrorretinografia   Fotocoagulação a laser   Retina   Retinopatia diabética   Oftalmologia   Diabetes mellitus

Resumo

Introdução: Panfotocoagulação da retina a laser (PRP) é a terapia preconizada para controle da progressão da retinopatia diabética proliferativa (RDP), mas o risco de perda grave de visão, principalmente por recorrência dos neo-vasos, é reduzido em somente 50% dos casos, e a PRP, além de ser um procedimento doloroso, está associada a destruição considerável de tecido retiniano. Nesse contexto, recentes estudos mostram evidências de que a associação de injeção intra-vítrea de antiangiogênicos a PRP, e a realização de laser com mira múltipla podem otimizar o controle da doença, minimizando o desconforto e o dano retiniano.Objetivos: Comparar função da retina antes e após o tratamento da RDP usando PRP com mira única (ETDRS) ou múltiplas (PASCAL), em associação com injeção intravítrea de Ranibizumabe (IVR), e investigar eventual correlação entre a perda funcional após o tratamento e a probabilidade de recorrência de neo-vaosos.Métodos: Estudo prospectivo e randomizado, incluindo 45 pacientes com RDPA sem tratamento prévio, divididos em 3 grupos segundo a terapia: ETDRS + IVR (n=15), PASCAL + IVR (n=15) e IVR (n=15). Avaliações vão incluir a medida da acuidade visual com a melhor correção (AV), eletrorretinografia de campo total padrão ISCEV (ERG), limiar de sensibilidade escotópica de campo total, campo visual estático (30-2 - limiar), fundoscopia e retinografia, angiografia fluoresceínica (AF), e tomografia de coerência óptica (OCT). Exames serão realizados antes do tratamento, 12, 24 e 48 semanas após.Resultados esperados: Espera-se descrever as características das alterações na função e morfologia da retina encontradas após tratamento com PASCAL e IVR e determinar suas correlações com a probabilidade de recorrência de neovasos em seguimento clínico anual.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MESSIAS, KATHARINA; BARROSO, RAFAEL DE MONTIER; JORGE, RODRIGO; MESSIAS, ANDRE. Retinal function in eyes with proliferative diabetic retinopathy treated with intravitreal ranibizumab and multispot laser panretinal photocoagulation. DOCUMENTA OPHTHALMOLOGICA, v. 137, n. 2, p. 121-129, OCT 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.