Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos letais, sub-letais, teratogênicos e genotóxicos de corantes têxteis sobre o desenvolvimento embrio-larval de zebrafish (Danio rerio)

Processo: 13/01735-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Danielle Palma de Oliveira
Beneficiário:Gisele Augusto Rodrigues de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia ambiental   Letalidade

Resumo

O tingimento de tecidos começou há milhares de anos e a disponibilidade comercial de corantes é enorme e crescente. A indústria têxtil brasileira desempenha um papel de inquestionável importância, destacando-se entre as principais atividades econômicas do país. No entanto, a ineficiência no tingimento, mais precisamente na etapa de fixação do corante à fibra, resulta em grandes quantidades de corantes sendo diretamente perdidos para os efluentes, e consequentemente lançados no ambiente aquático. A molécula dos corantes se divide em duas partes principais, o grupamento cromóforo, responsável pela cor e o grupo responsável pela fixação à fibra. Nosso grupo demonstrou que o corante têxtil, Disperse Red 1 (DR1), é um azo corante capaz de induzir genotoxicidade/mutagenicidade em células HepG2 e Salmonella typhimurium, além de ser tóxico para Daphnia similis. Adicionalmente, resultados preliminares também obtidos por nosso grupo mostram que o corante Reactive Orange 16 (RO16) inibiu significativamente a habilidade de eclosão dos embriões de zebrafish (Danio rerio), enquanto que o Direct Black 38 (DB38) apresentou falhas na inflação da bexiga natatória. Dessa forma, este projeto propõe avaliar a toxicidade dos azo corantes DB38, DR1 e RO16 sobre o desenvolvimento embrio-larval, assim como sobre o DNA de zebrafish. Para tanto, serão utilizados o ensaio de toxicidade com os estágios iniciais do desenvolvimento do zebrafish, conhecido como Early Life Stage (ELS) Toxicity Test, a partir da análise de indicadores toxicológicos de letalidade, sub-letalidade e teratogenicidade, como também o teste do cometa para investigar a genotoxicidade dos corantes sobre as larvas desse organismo-teste. Os resultados deste trabalho fornecerão informações valiosas para a prevenção de danos ao ambiente e à saúde humana, além de possibilitar a aplicação desse ensaio (ELS) na avaliação do potencial de toxicidade de outros corantes e efluentes têxteis, garantindo a utilização de compostos mais seguros pelas indústrias de tingimento têxtil. Além disso, a implantação deste modelo no Laboratório de Toxicologia Ambiental da FCFRP/USP é uma inovação a nível nacional, considerando que o ensaio ELS ainda não está sendo realizado no Brasil.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES DE OLIVEIRA, GISELE AUGUSTO; DE LAPUENTE, JOAQUIN; TEIXIDO, ELISABET; PORREDON, CONSTANCA; BORRAS, MIQUEL; DE OLIVEIRA, DANIELLE PALMA. Textile dyes induce toxicity on zebrafish early life stages. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 35, n. 2, p. 429-434, FEB 2016. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.