Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da deposição atmosférica na ecofisiologia do uso de nitrogênio em espécies arbóreas da Floresta Ombrófila Densa, Caraguatatuba, SP

Processo: 13/04398-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Marcos Pereira Marinho Aidar
Beneficiário:Janaina Gomes da Silva
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/58159-7 - Crescimento populacional, vulnerabilidade e adaptação: dimensões sociais e ecológicas das mudanças climáticas no litoral de São Paulo, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Mata Atlântica   Nitrato redutase   Mudança climática

Resumo

A deposição de nitrogênio (N) gerada por emissões de origem antropogênica promove a entrada novo de nitrogênio reativo e pode provocar mudanças significativas no ciclo N e na biodiversidade nos ecossistemas. A severidade dos impactos da deposição atmosférica N depende de inúmeros fatores e uma forma de entender quais são os efeitos gerados é através de estudos empíricos tendo como foco o estudo de características estruturais ou funcionais de um ecossistema que podem ser afetadas por alterações na acidificação e eutrofização geradas pela deposição de N. Apesar de uma vasta literatura sobre os impactos da deposição de nitrogênio nos ecossistemas terrestres, há pouca informação em relação às regiões tropicais. Para os próximos anos há previsões de aumento na deposição de N em diversos ecossistemas, entre eles a Mata Atlântica. Na Mata Atlântica foi possível estabelecer que as espécies apresentam um continnum de estratégias do uso de N de acordo com as estratégias de regeneração (Pioneira, Secundária inicial e Secundária tardia). Esse modelo de uso de N poderá se tornar uma ferramenta para a avaliação dos efeitos potenciais causados pelo aumento da deposição de nitrogênio, já que as características e estratégias de uso do nitrogênio preconizadas pelo modelo são diretamente influenciadas pela sua disponibilidade no ambiente e pelas preferências das espécies. O presente projeto tem como objetivos principais: Caracterizar a ocorrência de deposição atmosférica de N na área de estudos; e definir um protocolo de avaliação do impacto da deposição atmosférica com base no modelo de uso de N em espécies arbóreas na área de Floresta Ombrófila Submontana do Parque Estadual da Serra do Mar, núcleo de Caraguatatuba, SP. (AU)