Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização das vesículas extracelulares secretadas por células de câncer retal e sua relação com a resposta ao tratamento neoadjuvante

Processo: 13/04913-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Vilma Regina Martins
Beneficiário:Antuani Rafael Baptistella
Instituição-sede: A C Camargo Cancer Center. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/14027-2 - Mecanismos associados à função da proteína prion e seu ligante STI1/Hop: abordagens terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Biologia celular   Neoplasias retais   Vesículas extracelulares   Terapia neoadjuvante   Quimiorradioterapia

Resumo

Apesar de algumas similaridades, o câncer de reto apresenta características que o diferenciam do câncer de cólon, resultando em tratamentos e prognósticos distintos. O câncer de reto, nos estádios II e III, é tratado com radioquimioterapia neoajuvante seguido de cirurgia, e a resposta ao tratamento neoadjuvante entre os pacientes é variável e imprevisível. Até o presente, para avaliar a resposta ao tratamento neoadjuvante é necessária a intervenção cirúrgica, onde ocorre a remoção de tecido, e através da histopatologia, é determinada a resposta patológica ao tratamento. A identificação de fatores moleculares de significância prognóstica e preditiva tem grande importância, pois permitirão o uso de cada terapêutica especificamente nos pacientes que serão beneficiados com tal tratamento. Recentemente foi descrita a relação de vesículas extracelulares (VEs) secretadas por células com o processo tumorigênico, tendo essas VEs importante papel no crescimento do tumor bem como invasão e metástase. Além disso, estas vesículas podem conter marcadores moleculares de prognóstico e resposta a terapia. As VEs secretadas por tumores de reto são pouco caracterizadas, e seu papel no processo tumoral é ainda desconhecido. Dessa forma, traçamos como objetivos desse trabalho: 1- a identificação e caracterização das vesículas extracelulares secretadas por linhagens celulares de tumores de reto e o papel das mesmas na resistência ao tratamento radio e quimioterápico; 2- a identificação e caracterização das vesículas extracelulares secretadas no sangue por células de tumores de reto de pacientes como fator preditivo de resposta patológica à radioquimioterapia neoadjuvante. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BAPTISTEILA, ANTUANI RAFAEL; LANDEMBERGER, MICHELE CHRISTINE; SALLES DIA, MARCOS VINICIOS; GIUDIC, FERNANDA SALGUEIREDO; RODRIGUES, BRUNA ROZ; COMBAS EUFRAZIO DA SILV, PETRUS PAULO; CASSINELA, EDSON KUATELELA; LACERDA, TONIELLI CRISTINA; MARCHI, FABIO ALBUQUERQUE; PAES LEME, ADRIANA FRANCO; BEGNAMI, MARIA DIRLEI; AGUIAR JR, SAMUEL; MARTINS, ILMA REGINA. Rab5C enhances resistance to ionizing radiation in rectal cancer. JOURNAL OF MOLECULAR MEDICINE-JMM, v. 97, n. 6, p. 855-869, JUN 2019. Citações Web of Science: 0.
BAPTISTELLA, ANTUANI R.; SALLES DIAS, MARCOS VINICIOS; AGUIAR, JR., SAMUEL; BEGNAMI, MARIA D.; MARTINS, VILMA R. Heterogeneous expression of A33 in colorectal cancer: possible explanation for A33 antibody treatment failure. ANTI-CANCER DRUGS, v. 27, n. 8, p. 734-737, SEP 2016. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.