Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise integrada de parâmetros clínicos, funcionais e estruturais na fase aguda e no estágio tardio da doença de Vogt-Koyanagi-Harada: estudo longitudinal

Processo: 13/07462-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Joyce Hisae Yamamoto Takiuti
Beneficiário:Smairah Frutuoso Abdallah
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50936-7 - Doença de Vogt-Koyanagi-Harada: parâmetros para tratamento efetivo na fase aguda e no estágio tardio, AP.R
Assunto(s):Visão   Tomografia de coerência óptica   Eletrorretinografia

Resumo

Doença de Vogt-Koyanagi-Harada (VKH) tem a uveíte difusa como principal manifestação ocular. Progressão da doença com piora da acuidade visual e despigmentação de fundo de olho tem sido descrita mesmo em pacientes com doença aparentemente quiescente. Da Silva e cols., em sua tese de doutorado (FAPESP 07/57.155-5 e 07/57.154-9), realizou estudo transversal em pacientes com doença de VKH no estágio tardio e observou que 30-60% (36 pacientes, 68 olhos) apresentaram alterações estruturais e funcionais graves. Desta forma, surgem questionamentos quanto aos parâmetros atuais de monitoramento da atividade inflamatória: células na câmara anterior e alterações angiofluoresceino-gráficas (AFG). Exames como angiografia com indocianina verde (AIV), e, mais recentemente, a avaliação ocular multimodal, têm permitido melhor avaliação da coroide e retina externa. Pela novidade destas tecnologias, a relevância destas observações ainda não está definida. O presente estudo, longitudinal e prospectivo com seguimento mínimo de um ano, tem como objetivos: 1. Acompanhamento de modo integrado de pacientes com doença de VKH subdivididos em dois grupos: fase aguda (logo após o diagnóstico, fase uveítica) e estágio tardio (doença com duração e 6 meses, fases crônica ou convalescente) da doença de VKH. 2. Análise de modo individual e de modo integrado das alterações clínicas, funcionais e estruturais detectadas nos diversos intervalos de tempo para se compreender a importância dessas alterações na definição de atividade, gravidade e prognóstico da doença. Define-se por análise de modo integrado, as avaliações da atividade de doença (clínica, AFG e AIV), das alterações estruturais (fundoscopia, OCT espectral) e das alterações funcionais (eletrorretinograma e autofluorescência). Todas as leituras serão realizadas por dois examinadores mascarados e independentes. Quando houver discrepância nas leituras, um 3º examinador sênior fará a leitura final. O presente estudo permitirá demonstrar a importância da análise de modo integrado da clínica e os vários métodos de propedêutica num contexto hierarquizado para um melhor acompanhamento do paciente e melhor resultado funcional. Estudos intervencionistas poderão ser delineados a partir destes resultados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LAVEZZO, MARCELO MENDES; SAKATA, VIVIANE MAYUMI; MORITA, CELSO; CASO RODRIGUEZ, EVER ERNESTO; ABDALLAH, SMAIRAH FRUTUOSO; DA SILVA, FELIPE T. G.; HIRATA, CARLOS EDUARDO; YAMAMOTO, JOYCE HISAE. Vogt-Koyanagi-Harada disease: review of a rare autoimmune disease targeting antigens of melanocytes. ORPHANET JOURNAL OF RARE DISEASES, v. 11, MAR 24 2016. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.