Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do uso dos recursos hídricos para lazer e recreação no município de Rosana, no Pontal do Paranapanema, SP

Processo: 12/21999-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Danielli Cristina Granado Romero
Beneficiário:Gabriela Marcantonio Dias
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos hídricos   Balneários   Rosana (SP)

Resumo

As atividades humanas poluem os ecossistemas aquáticos, nos quais se observa redução progressiva da qualidade, que compromete os diversos tipos de uso dos recursos hídricos. As prainhas de águas interiores, em rios e reservatórios, vem sendo cada vez mais utilizadas como áreas de lazer pelas populações dos municípios onde estão inseridas, atraindo também turistas que buscam opções de lazer mais regionais. Contudo, nessas prainhas, as contaminações também acontecem, já que a poluição cresce, principalmente em função do despejo de esgotos domésticos e industrial e compromete os usos com fim recreacional, não sendo comuns programas de monitoramento que atestem a qualidade da água para balneabilidade. Neste âmbito, o presente trabalho tem como objetivo estudar a relação da população urbana local com os ecossistemas aquáticos em Rosana (SP), no Pontal do Paranapanema, com vistas a compreender o uso dos recursos hídricos para lazer e recreação no município; além de analisar a balneabilidade, de acordo com a Resolução CONAMA Nº. 274/2000, das principais prainhas frequentadas no município; e comparar os resultados obtidos com o nível de conhecimento da população quanto ao tema. De forma a alcançar os objetivos serão realizadas entrevistas semiestruturada com a população local por meio de amostragem probabilística aleatória, observações in loco para análise da infraestrutura turística das prainhas e coleta de amostras de água para determinação da balneabilidade das prainhas mais frequentadas no Município. A tabulação dos dados da entrevista acontecerá em dois momentos distintos: o primeiro para identificar as prainhas mais frequentadas pela população, para que a partir daí sejam realizadas as coletas para análise da balneabilidade dos ambientes; e num segundo momento para reconhecer os usos dos recursos hídricos e a compreensão da população quanto a atratividade dos mesmos e quanto ao grau de qualidade que apresentam. Os resultados serão analisados a partir das respostas da população à entrevista, que levará ao conhecimento dos locais assumidos por ela como opção de lazer do Município e das principais atividades realizadas nas prainhas, sendo as respostas discutidas em função das condições de balneabilidade encontradas e da infraestrutura turística existente. (AU)