Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação através do sistema de baropodometria da técnica de osteotomia para nivelamento do platô tibial (TPLO) na correção de ruptura do ligamento cruzado cranial em cães com três diferentes placas

Processo: 13/04860-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 29 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Cassio Ricardo Auada Ferrigno
Beneficiário:Márcio Poletto Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Osteotomia   Ortopedia   Cães   Joelho

Resumo

A ruptura do ligamento cruzado cranial é a principal causa de claudicação em cães, podendo ocorrer devido à causas traumáticas ou degenerativas, estando a última associada ao envelhecimento, às anormalidades de conformação e às artropatias imunomediadas. É uma doença observada mais frequentemente em cães de raças de grande porte e a alta incidência faz desta umas das doenças mais estudadas atualmente em ortopedia veterinária. Apesar da ampla variedade de técnicas cirúrgicas disponíveis o tratamento ideal para esta condição ortopédica permanece indeterminado. Nas últimas décadas foram desenvolvidas técnicas que evitam a movimentação anormal do joelho por conseguir estabilidade dinâmica através da alteração da geometria óssea e, dentre elas, destaca-se a técnica de osteotomia para nivelamento do platô tibial (TPLO) como uma das mais utilizadas atualmente. Existe uma variedade de modelos com diferentes fabricantes de placas para utilização no procedimento de TPLO, não sendo consenso entre os cirurgiões qual o implante mais adequado para esta cirurgia. São poucos os estudos clínicos que avaliam o joelho e sua funcionalidade após a cirurgia de TPLO e, dentre estes, não há estudo sobre os diferentes tipos de implantes metálicos utilizados na estabilização, sendo a fixação estável da osteotomia, ponto crítico para evitar retardo na consolidação e falha dos implantes metálicos. O apoio precoce do membro no pós-operatório é uma das principais vantagens da TPLO e este apoio pode ser avaliado de forma subjetiva (tabela com graus de claudicação), mas a análise cinética do movimento em plataforma de pressão, destaca-se por proporcionar uma mensuração objetiva do uso do membro durante a deambulação. O objetivo deste trabalho é comparar três configurações diferentes de placa em fixação de osteotomia para nivelamento do platô tibial na estabilização de joelhos de cães com ruptura de ligamento cruzado cranial, por avaliação subjetiva e objetiva através da análise em plataforma de pressão (baropodometria).