Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação de biomarcadores de câncer oral por proteômica baseada em alvos

Processo: 13/05633-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Adriana Franco Paes Leme
Beneficiário:Gustavo de Albuquerque Cavalcanti
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Biomarcadores   Validação   Espectrometria de massas

Resumo

O desenvolvimento do processo de descoberta de um novo biomarcador consiste em diversas etapas antes da sua habilitação para auxiliar com segurança o diagnóstico ou prognóstico de uma doença. Entre essas etapas consta a etapa de verificação, cuja finalidade principal é quantificar com precisão e exatidão a concentração do peptídeo alvo presente na amostra. Entretanto, diversos candidatos a biomarcadores não seguem adiante no processo de descoberta em razão da ausência de métodos analíticos quantitativos validados na fase de verificação. O desenvolvimento da espectrometria de massas contribui enormemente para o avanço da proteômica quantitativa baseada em alvos ("targeted proteomics"). Essa técnica possibilita a quantificação exata e precisa dos biomarcadores em larga escala utilizando-se padrões internos isotopólogos. Tradicionalmente, aplica-se na abordagem alvo a espectrometria de massas sequencial no modo de monitoramento selecionado de reação (SRM). Infelizmente, apesar da seletividade usual do experimento SRM, a resolução unitária dos quadrupolos ainda apresenta inconvenientes na determinação quantitativa e qualitativa das biomoléculas presentes em matrizes complexas. Dessa forma, nota-se a importância da espectrometria de massas de alta resolução, capaz de superar essa adversidade. Dessa forma, este projeto tem como objetivo desenvolver e validar uma metodologia analítica quantitativa, empregando-se a espectrometria de massas híbrida ("ion trap" linear/orbitrap), e a diluição isotópica como padronização interna, para quantificar biomarcadores de câncer oral. Espera-se que esse projeto contribua no desenvolvimento e validação de potenciais biomarcadores e contribua para que eles alcancem aos ensaios clínicos.