Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da trogocitose na expressão das moléculas CD80 e CD86 em linfócitos T CD4+ ativados de camundongos neonatos

Processo: 13/07272-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Cyro Alves de Brito
Beneficiário:Jana Trancoso dos Santos
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Recém-nascido   Imunomodulação

Resumo

Várias peculiaridades diferenciam os sistemas imunológicos do recém-nato e do adulto. Diversas características do sistema imune neonatal resultam, geralmente, na modulação negativa da resposta inflamatória, evitando respostas exacerbadas contra os inúmeros antígenos não infecciosos aos quais são expostos neste período. Por outro lado, a incapacidade do sistema imune gerar respostas vigorosas está relacionada à maior suscetibilidade para o desenvolvimento de infecções virais e bacterianas. A deficiência da resposta neonatal a antígenos T dependentes pode ser resultante de várias razões, como pela falta de um microambiente anatômico apropriado para a interação de células T-B, pela baixa expressão de moléculas coestimuladoras e moléculas do Complexo Principal de Histocompatibilidade (MHC) e expressão aumentada de moléculas supressoras. Resultados do nosso grupo mostraram um aumento na expressão das moléculas CD80 e CD86 em linfócitos T CD4+ de camundongos neonatos, em comparação a adultos, após estímulo antigênico. A interação CD80/CD86-CTLA-4 em modelos de ativação T-T tem sido considerada um importante mecanismo de supressão da proliferação e da sobrevivência de linfócitos T ativados. Estas evidências sugerem que a expressão de moléculas CD80 e CD86 em linfócitos T possa ser um fator relacionado à baixa resposta imunológica e à predisposição à tolerância observadas nos neonatos. A trogocitose, transferência intercelular de fragmentos de membrana de uma APC para linfócitos T, é um possível mecanismo responsável pela expressão de CD80 e CD86 nos linfócitos T. Trata-se de um mecanismo dependente do contato celular, que ocorre em diferentes populações, como linfócitos T, B e células NK, e permite a transferência de proteínas intactas de uma célula à outra. Tem sido descrito na literatura o papel da trogocitose não apenas como mecanismo de regulação negativa da resposta imunológica, mas, também, como mecanismo de escape tumoral e progressão de infecções virais, pela transferência de moléculas supressoras ou receptores virais, respectivamente. O objetivo deste projeto é estudar o papel da trogocitose na expressão de moléculas CD80 e CD86 em linfócitos T de camundongos neonatos. Os avanços no conhecimento sobre os mecanismos envolvidos na expressão de moléculas coestimuladoras em linfócitos T de neonatos contribuirá para o desenvolvimento de protocolos de análise, vacinais e de imunomodulação dos neonatos, bem com esclarecer os aspectos envolvidos na susceptibilidade dos neonatos a infecções. (AU)