Busca avançada
Ano de início
Entree

Lógicas espaciais das empresas franqueadas do ramo comercial de confecções e calçados: cidades médias e consumo (Presidente Prudente e São José do Rio Preto)

Processo: 13/03287-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Maria Encarnação Beltrão Sposito
Beneficiário:Ariane Barilli de Mattos
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/20155-3 - Lógicas econômicas e práticas espaciais contemporâneas: cidades médias e consumo, AP.TEM
Assunto(s):Consumo   Franquia   Espaço urbano   Cidades médias
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Centro e Centralidade | Cidades Médias | franquias e consumo | Presidente Prudente | produção do espaço urbano | São José do Rio Preto | Geografia Urbana

Resumo

A presente pesquisa pretende estudar o sistema de franquias, com foco nas cidades médias, com o intuito de contribuir para a compreensão das lógicas espaciais destas empresas e suas repercussões sobre as estruturas urbanas e as práticas cotidianas dos citadinos. A temática proposta ganha relevância, já que, nos últimos anos, houve uma grande expansão e evolução das empresas franqueadas. Serão estudadas as cidades de Presidente Prudente e São José do Rio Preto. Os ramos de calçados e confecções serão os escolhidos para a análise, tendo em vista sua importância na redefinição das práticas de consumo no período contemporâneo e a proporção elevada de suas empresas que operam associadas ao franchising. Será dada atenção à análise das diferenças referentes à presença de empresas deste grupo nos centros tradicionais e nos shopping centers. O estudo privilegiará compreender: a) as escolhas locacionais das empresas franqueadas; b) as dinâmicas que atraem essas empresas a se instalarem em algumas cidades médias; c) as centralidades geradas ou reforçadas, nos planos intraurbano e interurbano, a partir das escolhas locacionais das empresas que operam neste sistema e das práticas espaciais dos consumidores; d) a relação entre franqueador e franqueado por meio da articulação entre grandes, médios e pequenos capitais; e) as escalas espaciais das interações, ou seja, a origem e o destino dos produtos e serviços. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)