Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da circuitaria cortical envolvida no processamento do medo contextual à ameaça predatória

Processo: 13/04802-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Newton Sabino Canteras
Beneficiário:Miguel Antonio Xavier de Lima
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mecanismos de defesa   Comportamento defensivo animal

Resumo

O sistema defensivo hipotalâmico medial é composto pelo núcleo hipotalâmico anterior, parte dorsomedial do núcleo ventromedial e o núcleo pré-mamilar dorsal (PMD), e está envolvido no processamento de ameaças predatórias reais e contextuais. Estudos de nosso laboratório constataram que lesões em núcleos talâmicos que são alvos de projeção do PMd (sítio hipotalâmico mais responsivo à ameaças predatórias), como a parte ventral do núcleo anteromedial do tálamo (AMv), reduzem respostas defensivas relacionadas ao medo contextual, mas não ao medo incondicionado (exposição ao gato). Dados hodológicos de nosso laboratório têm mostrado que o AMv envia projeções para regiões específicas corticais, como a parte ventral do córtex retroesplenial (CREv), a área pré-límbica (PL), a parte ventral da área cingulada anterior (ACAv) e a área visual posteromedial (VISpm), e que muito provavelmente participam na formação de resposta contextual frente a um estímulo predatório. Dados da literatura mostram que algumas dessas áreas corticais estão envolvidas no processamento da memória aversiva relacionada ao condicionamento clássico, que seria mediada através de projeções para a formação hipocampal via córtex pós-rinal (POR). No presente projeto de pesquisa pretendemos determinar através de rastreamento anterógrado com o amino-dextrano biotinilado (BDA), o padrão de projeção cortical das áreas PL, ACAv, CREv, VISpm e POR. Posteriormente investigaremos se estas áreas estão envolvidas no processamento do medo contextual à ameaça predatória através de lesões eletrolíticas bilaterais em cada uma delas. Uma vez detectadas quais áreas corticais influenciam o processamento da memória contextual, testaremos o papel específico de cada uma destas áreas na aquisição ou expressão da memória contextual anti-predatória, através de experimentos com inativação farmacológica imediatamente antes da exposição ao predador (aquisição) ou da exposição ao contexto predatório (expressão). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
XAVIER DE LIMA, MIGUEL ANTONIO; BALDO, MARCUS VINICIUS C.; CANTERAS, NEWTON SABINO. A role for the anteromedial thalamic nucleus in the acquisition of contextual fear memory to predatory threats. Brain Structure & Function, v. 222, n. 1, p. 113-129, JAN 2017. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Miguel Antonio Xavier de. Investigação da circuitaria cortical envolvida no processamento do medo contextual à ameça predatória.. 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.