Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos recursos hídricos enquanto atrativos turísticos em cidades do Pontal do Paranapanema (SP)

Processo: 12/22805-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Danielli Cristina Granado Romero
Beneficiário:Roberta Dias de Moraes Ribeiro
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade da água   Balneabilidade

Resumo

Os recursos hídricos têm sido utilizados como atrativos turísticos em muitas cidades brasileiras. Contudo, não são observados ações e programas efetivos, além de políticas públicas relacionadas à conservação dos recursos hídricos, entre as prioridades dos governos locais, como pode ser constatado para a grande maioria dos municípios que exploram os ecossistemas aquáticos. Neste âmbito, o presente trabalho tem como objetivo compreender as relações do poder público municipal com os recursos hídricos usados como atrativos turísticos, em duas cidades do Pontal do Paranapanema - Presidente Epitácio e Rosana - que possuem prainhas em rios e/ou reservatórios e fazem parte de uma rota turística, denominada Circuito Oeste Rios, observando se há ações e programas destinados à conservação dos ecossistemas aquáticos e à balneabilidade e se a garantia dos usos múltiplos das águas, prevista na Política Nacional de Recursos Hídricos, tem sido observada. Para tal, serão realizados levantamento bibliográfico e documental, observações in loco, coleta de informações em entidades públicas responsáveis por tais atrativos, além de uma entrevista semiestruturada direcionada aos gestores públicos das cidades estudadas. Espera-se desta forma, contribuir para o desenvolvimento do turismo sustentável e para o gerenciamento adequado dos recursos hídricos na região.Palavras-chave: Turismo, recursos hídricos, Pontal do Paranapanema, políticas públicas.