Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de nanotubos de carbono multiparedes na extração miniaturizada de fármacos e seus produtos de degradação presentes em água

Processo: 13/06233-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Alvaro José dos Santos Neto
Beneficiário:Daiane Cristina Marqui
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Antibióticos   Nanotubos de carbono   Extração em fase sólida   Cromatografia líquida

Resumo

Os nanotubos de carbono são classificados em nanotubos de carbono de parede única e nanotubos de carbono multiparede, de acordo com a quantidade de folhas de grafeno. Estudos mostram que os nanotubos de carbono apresentam grande área superficial o que os tornam bons sorventes, com alta capacidade de adsorção. Por ser um sorvente não poroso, a dessorção ocorre rapidamente. Devido a essas características, o nanotubo de carbono têm se mostrado com alto potencial para ser utilizado como sorvente em microdispositivos. A cromatografia líquida miniaturizada utiliza colunas capilares que possuem diâmetro interno menor que as colunas convencionais, o que faz com que o volume de solvente e amostra seja menor, além de melhorar o seu desempenho. Com isso, pretende-se avaliar a eficiência dos nanotubos de carbono multiparedes como sorvente na extração de fármacos e seus produtos de degradação em água utilizando a extração em fase sólida por sorvente empacotado (MEPS - microextraction by packed syringe) e com método de análise baseado em cromatografia líquida bidimensional miniaturizada com acoplamento online. (AU)