Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise químico-farmacêutica do ácido fusídico em formulações de creme

Processo: 13/02861-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Hérida Regina Nunes Salgado
Beneficiário:Mariane Machado Curbete
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Ácido fusídico   Cromatografia líquida de alta eficiência   Validação   Controle da qualidade   Métodos de análise

Resumo

O ácido fusídico é um antimicrobiano esteroide, indicado no tratamento de infecções graves causadas por micro-organismos do gênero Staphylococcus e de outras espécies de bactérias Gram-positivas, incluindo espécies resistentes à penicilina e a outros antimicrobianos. Pesquisas envolvendo o desenvolvimento de métodos analíticos mais práticos são relevantes para otimizar as análises de rotina na indústria farmacêutica e garantir a qualidade do produto comercializado. Desta forma, este trabalho teve como principal objetivo o desenvolvimento de métodos analíticos mais rápidos, seguros para os operadores, econômicos e de fácil execução, em comparação aos métodos descritos na literatura para a determinação do ácido fusídico na forma farmacêutica de creme dermatológico. O ácido fusídico foi analisado quanto às suas características organolépticas e físico-químicas. Também foi realizada análise qualitativa pelo método de espectrofotometria de absorção na região do visível e por cromatografia em camada delgada. Para quantificação do ácido fusídico, foram desenvolvidos e validados dois métodos: método por cromatografia líquida de alta eficiência indicativo de estabilidade, na faixa de concentração de 5,0 a 95,0 ¼g/mL, utilizando fase móvel composta por acetonitrila e água (72:28, v/v), pH 3,5 ajustado com ácido acético e comprimento de onda de 210 nm, este método apresentou tempo de retenção médio de 8,12 minutos, exatidão de 101,22% e teor de 104%; ensaio microbiológico pelo método turbidimétrico, na faixa de concentração de 0,25 a 2,25 ¼g/mL, utilizando caldo casoy e 6% do micro-organismo Staphylococcus epidermidis ATCC 12228, cuja exatidão e percentual médio foram de 101,95% e 104,60%, respectivamente. Os métodos foram validados de acordo com as diretrizes do ICH e da legislação brasileira e mostraram ser precisos, robustos, seletivos, exatos e equivalentes para a quantificação do ácido fusídico, ao nível de significância de 5%. Assim sendo, ambos os métodos podem ser empregados na análise do ácido fusídico na forma farmacêutica de creme dermatológico na indústria farmacêutica, contribuindo para melhorar o controle de qualidade do fármaco, principalmente quando se considera a ausência de métodos padronizados na Farmacopeia Brasileira para esta forma farmacêutica comercializada no país. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CURBETE, MARIANE MACHADO; NUNES SALGADO, HERIDA REGINA. Rapid turbidimetric assay for quantification of fusidic acid in a dermatological cream. Talanta, v. 153, p. 51-56, JUN 1 2016. Citações Web of Science: 5.
MARIANE MACHADO CURBETE; HÉRIDA REGINA NUNES SALGADO. Stability-indicating RP-LC method for quantification of fusidic acid in cream. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 52, n. 3, p. 447-457, Set. 2016. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CURBETE, Mariane Machado. Análise químico-farmacêutica do ácido fusídico em formulações de creme. 2015. 150 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.