Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da evolução dinâmica de delta Scorpii

Processo: 12/21518-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Alex Cavaliéri Carciofi
Beneficiário:Leandro Rocha Rímulo
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estrelas   Evolução estelar   Transferência radiativa

Resumo

Contexto: estrelas Be são estrelas da sequência principal "não-tardia", cujos espectros são caracterizados pela presença de linhas em emissão de HI, He e outros metais. Essa emissão é proveniente de um disco circunstelar, cuja origem é atribuída ao material ejetado pela estrela central em alta rotação. Objetivos: a estrela Be delta Scorpii permaneceu sem disco (i.e., era uma estrela B comum) durante todo o século XX. Mas, a partir de 2000, ela começou a desenvolver o disco que ela apresenta hoje. Nosso grupo possui uma bastante rica base de dados dessa estrela, que cobre a maior parte da evolução do disco, obtida com uma variedade de técnicas diferentes (fotometria, polarimetria, interferometria e espectroscopia). O objetivo deste trabalho é modelar a história recente da estrela Be delta Scorpii, no contexto dos avanços recentes da teoria dos discos circunstelares ao redor de estrelas Be. Métodos: acredita-se que os discos de estrelas Be se formam a partir do material ejetado pela estrela central, o qual difunde para longe da estrela devido a forças viscosas, num processo conhecido como decreção viscosa. Assim, o "parâmetro de viscosidade" é fundamental no controle da história e do destino desses discos. Como resultado, a construção e a dissipação dos discos circunstelares de estrelas Be oferecem a possibilidade de se medir esse parâmetro com bastante precisão. Isso foi feito, pela primeira vez, num recente estudo da dissipação do disco ao redor da estrela 28 CMa. Nós aplicaremos o mesmo método de ajuste de modelos dinâmicos de disco, usado no estudo de 28 CMa, à estrela Be delta Scorpii. Resultados esperados: e estrela delta Sco oferece a oportunidade única de se modelar a completa evolução de um disco, desde a sua formação em 2000 até a sua presente atividade. Ao contrário do que foi feito para 28 CMa, em que o parâmetro de viscosidade foi obtido mediante a análise de apenas uma fase de dissipação, a análise proposta para este trabalho vai modelar todas as fases da evolução do disco, o que implicará num teste bastante restritivo ao modelo de disco de decreção viscosa. Adicionalmente, com este trabalho, nós pretendemos explorar as questões científicas de se o parâmetro de viscosidade varia com a densidade do disco e a distância à estrela. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GHOREYSHI, M. R.; CARCIOFI, A. C.; RIMULO, L. R.; VIEIRA, R. G.; FAES, D. M.; BAADE, D.; BJORKMAN, J. E.; OTERO, S.; RIVINIUS, TH. The life cycles of Be viscous decretion discs: The case of omega CMa. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 479, n. 2, p. 2214-2228, SEP 2018. Citações Web of Science: 6.
RIMULO, L. R.; CARCIOFI, A. C.; VIEIRA, R. G.; RIVINIUS, TH.; FAES, D. M.; FIGUEIREDO, A. L.; BJORKMAN, J. E.; GEORGY, C.; GHOREYSHI, M. R.; SOSZYNSKI, I. The life cycles of Be viscous decretion discs: fundamental disc parameters of 54 SMC Be stars. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 476, n. 3, p. 3555-3579, MAY 2018. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.