Busca avançada
Ano de início
Entree

Achados nasoendoscópicos após a cirurgia primária de palato: a técnica de Furlow pode resultar em menor gap velofaríngeo?

Processo: 13/08355-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Maria Inês Pegoraro Krook
Beneficiário:Gabriela Zuin Ferreira
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças faríngeas   Insuficiência velofaríngea   Fissura palatina   Distúrbios da fala

Resumo

Introdução: O exame nasoendoscópico permite a visualização das estruturas da velofaringe em repouso e durante a fala e por isso podem ajudar a definir o diagnóstico e a melhor conduta de tratamento para a disfunção velofaríngea. Uma vez que a técnica de Furlow preconiza uma maior extensão do véu palatino por meio do reposicionamento das fibras dos músculos do palato mole, este trabalho levanta a seguinte hipótese: Será que os pacientes operados pela técnica de Furlow que permaneceram com insuficiência velofaríngea (IVF) após a cirurgia de palato apresentam menor gap velofaríngeo do que aqueles operados pela técnica de von Langenbeck? Objetivo: Comparar os achados nasoendoscópicos entre pacientes com fissura labiopalatina operados do palato pela técnica de Furlow e aqueles operados pela de von Langenbeck. Material e métodos: Os dados serão coletados do banco de gravações de exames de nasoendoscopia do Projeto Flórida/HRAC/USP. A amostra será constituída por pacientes com fissura labiopalatina que permaneceram com IVF após a palatoplastia primária, que realizaram a nasoendoscopia entre as idades de 5 e 10 anos. As imagens serão editadas em uma sequência aleatória em um DVD para serem julgadas por três fonoaudiólogos experientes, quanto: ao movimento e deslocamento do véu palatino; ao movimento e descolamento das paredes laterais da faringe, ao movimento da parede posterior da faringe, a ocorrência de anel de Passavant, e ao tamanho e tipo do gap velofaríngeo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)