Busca avançada
Ano de início
Entree

O bilinguismo (literário) de Nancy Huston: uma condição de escrita

Processo: 13/07512-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Estrangeiras Modernas
Pesquisador responsável:Maria Angélica Deângeli
Beneficiário:Gabriela Oliveira da Silva
Instituição Sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Língua francesa   Bilinguismo   Identidade linguística   Escrita
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bilinguismo | Escrita | Identidade | Nancy Huston | Língua Francesa

Resumo

A presente pesquisa objetiva analisar as questões identitárias e subjetivas do sujeito bilíngue, questionando as concepções tradicionais de bilinguismo e trazendo à baila as noções intersubjetivas de fragmentação atreladas a esse sujeito dividido entre (duas) línguas. As questões referentes à globalização e a imposição de uma língua sobre outra fez com que a problemática da diferença emergisse como fenômeno relevante nos estudos da linguagem. Neste cenário, julgamos necessário repensar a concepção tradicional de bilinguismo e tencionamos estudar como as questões relativas à constituição identitária do sujeito estão intimamente ligadas ao problema da língua. Com o intuito de elaborar uma reflexão nos e para os estudos da linguagem em um viés que prima e questiona, sobretudo, a noção de identidade, este trabalho se propõe a investigar a partir dos estudos de Stuart Hall (1992/2000), de Jean-Luc Nancy (2010) e de Charles Melman (1992), entre outros, um texto que problematiza a situação do sujeito bilíngue a partir de seu deslocamento espacial, ou seja, de sua condição de exílio (geográfico). Trata-se do ensaio "autobiográfico" intitulado Nord perdu, da escritora canadense Nancy Huston. De modo específico, pretende-se analisar como se dá o bilinguismo na escrita de Nancy Huston, elaborando-se, assim, uma reflexão sobre a noção de "bilinguismo literário" e apontando para a consequente relação entre bilinguismo e identidade(s) de um lado, e, de outro, contrapondo a experiência de bilinguismo narrada na obra estudada com a concepção tradicional de bilinguismo. Esperamos contribuir com os estudos sobre as questões identitárias vinculadas à problemática da língua, mais especificamente aos fenômenos ligados ao bilinguismo, assim como divulgar os escritos de Nancy Huston. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)