Busca avançada
Ano de início
Entree

Patogenicidade de Syncephalastrum racemosum nos jardins de formigas cortadeiras

Processo: 13/10398-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Mariana de Oliveira Barcoto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Simbiose   Controle biológico   Interações microbianas

Resumo

As formigas cortadeiras utilizam folhas frescas como substrato para o crescimento de um fungo simbionte. Devido ao hábito de cortar uma grande quantidade de folhas, caracteriza as formigas cortadeiras como pragas agrícolas. O controle desses insetos é realizado com inseticidas químicos, especialmente aqueles que apresentam como ingrediente ativo a sulfluramida, que apresenta efeito bioacumulativo e toxicidade a organismos não-alvo. Estudos prévios realizados pelo nosso grupo de pesquisa (Projeto FAPESP n. 06/58043-3 - Controle de formigas cortadeiras: estudos integrados) demonstraram a elevada frequência de Syncephalastrum racemosum em ninhos nos quais a sulfluramida foi aplicada. Adicionalmente, os poucos estudos sobre S. racemosum sugerem que este fungo atue como um antagonista frente ao fungo das formigas. Contudo, informações sobre o potencial patogênico desse micro-organismo ainda são incipientes. O presente projeto pretende avaliar o potencial patogênico de S. racemosum diretamente nos jardins de fungos das formigas. Para tanto, será verificado se os postulados de Koch se aplicam quando subcolônias de Atta sexdens rubropilosa são artificialmente inoculadas com esporos de S. racemosum. Na segunda etapa, será avaliado se S. racemosum atua como um patógeno oportunista, o que será verificado em experimentos de co-inoculação de esporos de S. racemosum com esporos de Metarhizium anisopliae (um fungo entomopatogênico). Considerando a necessidade de reduzir o uso de inseticidas químicos que apresentam efeitos deletérios ao ambiente, os resultados do presente projeto contribuirão com os estudos relacionados ao potencial de micro-organismos que ocorrem naturalmente nos ninhos desses insetos como possíveis agentes de controle biológico.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARCOTO, MARIANA O.; PEDROSA, FELIPE; BUENO, ODAIR C.; RODRIGUES, ANDRE. Pathogenic nature of Syncephalastrum in Atta sexdens rubropilosa fungus gardens. Pest Management Science, v. 73, n. 5, p. 999-1009, MAY 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.