Busca avançada
Ano de início
Entree

Biofuncionalização de arcabouços de PLDLA imobilizados com peptídeo RGD e BMP2

Processo: 12/22593-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Eliana Aparecida de Rezende Duek
Beneficiário:Bruna Antunes Más
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/17804-7 - Compósitos poliméricos, AP.TEM
Assunto(s):Engenharia tecidual   Células-tronco mesenquimais

Resumo

A biofuncionalização de arcabouços poliméricos biorrearbsorvíveis através da imobilização química de moléculas naturais com propriedades osteoindutora e bioativa, capazes de serem naturalmente reconhecidas pelo tecido ósseo nativo e estimularem o processo de osteogênese e reparação tecidual, a partir do cultivo prévio de células tronco mesenquimais humana (hCTMs) sobre estes materiais, é uma estratégia bastante promissora na Engenharia Tecidual Óssea. A sequência peptídica RGD, presente naturalmente nas proteínas de adesão que compões a matriz extracelular óssea nativa bem como a proteína morfogenética óssea (BMP-2), com propriedade osteoindutora, são amplamente reconhecidas por promoverem uma melhora significativa da interação célula-biomaterial e atuarem como sinalizadores biológicos de uma cascata de eventos que estimulam a proliferação, diferenciação e manutenção do fenótipo de células osteoblásticas. Sendo assim, o presente estudo visa desenvolver arcabouços de PLDLA prótotipados pela técnica de deposição de camadas em fibras orientadas 0/90o e biofuncionalizar os mesmos, através da imobilização conjunta do peptídeo RGD e proteína BMP-2. O processo de funcionalização da superfície será realizado em duas etapas distintas e complementares onde, inicialmente, a pré-ativação da superfície do material será realizada pela incorporação do grupo funcional carboxila (-COOH), obtido por técnicas de tratamento a plasma e, em seguida, as moléculas bioativas serão imobilizadas sobre a superfície do material através de ligações covalentes estáveis, empregando-se o reagente reticulante heterobifuncional cloridrato de carbodiimida. A composição do arcabouço em função da eficiência de ligação do peptídeo RGD e BMP-2 serão avaliados por uma variação equimolar crescente das biomoléculas, de onde, as concentrações máxima de eficiência de ligação de RGD e BMP-2 serão combinadas, obtendo-se, portanto, um arcabouço de PLDLA contendo a composição RGD (X) e BMP-2 (Y). A eficiência de ligação do peptídeo RGD e proteína BMP-2, bem como, a influência do processo de modificação da superfície sobre as propriedades nativas dos arcabouços serão caracterizados e avaliados físico-quimicamente. O potencial de aplicação biológica dos arcabouços de PLDLA-RGD/BMP-2 sobre o processo de adesão, proliferação e osteogênese das hCTMs será avaliado través de técnicas moleculares tais como citometria de fluxo, quantificação e expressão de proteínas inerentes do tecido ósseo por PCR em tempo real e, estudo da morfologia das células quando cultivadas sobre os arcabouços de PLDLA-RGD/BMP-2. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MÁS, Bruna Antunes. Biofuncionalização de scaffolds de PLDLA imobilizados com o peptídeo RGDfK cíclico e epítopo knuckle (73-92) da BMP-2. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecânica.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.