Busca avançada
Ano de início
Entree

Trabalhadores que cuidam de parentes idosos: esforços e necessidades na conciliação de responsabilidades profissionais e familiares

Processo: 13/04385-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Trabalho e Organizacional
Pesquisador responsável:Elizabeth Joan Barham
Beneficiário:Maria Fernanda Jorge Lorenzini
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/20506-6 - Impactos de responder uma entrevista de avaliação de cuidadores: mudanças nas autopercepções de cuidadores de idosos que trabalham, ou não, fora de casa, BE.EP.IC
Assunto(s):Trabalho   Desempenho no trabalho

Resumo

Idosos fragilizados requerem cuidados e a maior parte deste apoio é oferecido por membros da família. Em gerações anteriores, eram as donas de casa, principalmente, que assumiam este trabalho. No entanto, atualmente, a maioria das mulheres brasileiras trabalha fora de casa. Assim, para melhor gerenciar os conflitos que surgem entre demandas profissionais e familiares, é importante saber mais sobre a situação de pessoas formalmente empregadas que assistem parentes idosos. Não se encontrou estudos brasileiros sobre esta situação. Assim, no presente estudo, pretende-se levantar: o envolvimento de trabalhadores enquanto cuidadores de idosos e suas dificuldades para gerenciar estas atribuições; suas percepções quanto ao seu papel profissional, além das estratégias e apoios que utilizam, ou desejam utilizar. Serão entrevistados 30 servidores que acompanham parentes idosos e que trabalham em uma instituição no interior do estado de São Paulo. O roteiro de entrevista inclui uma versão reduzida do CARE Tool, para investigar as responsabilidades e necessidades de apoio por parte do respondente, além de escalas para medir suas percepções de sobrecarga no papel de cuidador, estresse, importância do trabalho, satisfação no trabalho e problemas no seu desempenho profissional e na sua vida pessoal. Os dados quantitativos serão analisados por meio de procedimentos estatísticos descritivos (média, desvio padrão, valores máximos e mínimos) e as informações qualitativas serão analisadas por meio de técnicas de análise de conteúdo. Assim, espera-se contribuir para melhorar o entendimento de questões envolvidos na conciliação do trabalho profissional e familiar, quando é preciso ajudar parentes idosos, visando proteger os idosos, seus cuidadores e manter uma força de trabalho produtiva.