Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia, sistemática e filogenia de Cnemidophorus (Squamata: Teiidae)

Processo: 13/12653-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Miguel Trefaut Urbano Rodrigues
Beneficiário:Federico José Arias
Supervisor no Exterior: Gregory B. Pauly
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Natural History Museum of Los Angeles County, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/02212-2 - Taxonomia, sistemática e filogenia do grupo de Cnemidophorus lemniscatus (Squamata: Teiidae), em base a caracteres morfológicos e moleculares, BP.PD
Assunto(s):Filogenia   Morfologia animal   Lagartos

Resumo

Até recentemente o gênero Cnemidophorus reunia um conjunto de espécies com ampla distribuição, ocorrendo desde a América Central, incluindo as Antilhas, até a Argentina. Estas espécies ocorrem nas áreas abertas da Amazônia, na Caatinga, no Cerrado, campos rupestres, restinga e inúmeras outras áreas transacionais entre biomas. Nestas áreas a riqueza de espécies e a abundância relativa de indivíduos são muito elevadas, tornando-os um dos componentes mais conspícuos das paisagens abertas da América do Sul cisandina. Recentemente o gênero foi separado em quatro gêneros monofiléticos: (1) Contomastix; (2) Aurivela; (3) Ameivula; e (4) Cnemidophorus, composto por espécies distribuídas da Amazônia para o norte, incluindo as ilhas do Caribe. Assim como Ameivula, este complexo apresenta muita variação morfológica e ontogenética, principalmente nos padrões de coloração, sugerindo que há várias espécies envolvidas sob o nome de Cnemidophorus lemniscatus. Dando sequência a meu trabalho de pós-doutorando, este estágio no exterior visa investigar o status taxonômico das populações de Cnemidophorus lemniscatus centro-americanas, das ilhas do Caribe e do norte da America do Sul. Os novos caracteres morfológicos obtidos (lepidose, esqueleto, hemipenis, coloração e morfometría), somar-se-ão aos obtidos no curso de meu pós-doutorado (tanto morfológicos como moleculares) para realizar uma análise filogenética robusta de todo o gênero. A coleção de lagartos da família Teiidae depositada no Natural History Museum of Los Angeles County é uma das mais diversas e completas do mundo, o que garanta o desenvolvimento do projeto. (AU)