Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treinamento físico aeróbio sobre as células epiteliais brônquicas e alveolares num modelo de lesão pulmonar aguda intra e extra pulmonar

Processo: 12/24880-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rodolfo de Paula Vieira
Beneficiário:Marcela Anhesini Benetti
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome do desconforto respiratório agudo   Citocinas   Pneumologia   Lesão pulmonar aguda   Células epiteliais alveolares

Resumo

A lesão pulmonar aguda (LPA) é uma síndrome inflamatória com alta taxa de mortalidade na qual tanto as células inflamatórias quanto as células estruturais dos pulmões participam ativamente. Nesse sentido, as células epiteliais (brônquicas e alveolares) têm um papel importante na fisiopatologia da LPA. O treinamento físico aeróbio regular de intensidade leve e moderada resulta em efeitos antiinflamatórios em diferentes patologias pulmonares, inclusive efeitos protetores em modelos experimentais de LPA intra-pulmonar. Recentemente foi descrito que o treinamento físico modula a expressão de diferentes fatores inflamatórios, fibróticos e de estresse oxidativo pelo epitélio brônquico num modelo experimental de asma. Portanto, o presente projeto objetiva avaliar se os efeitos protetores do treinamento físico aeróbio num modelo de LPA intra e extra-pulmonar utilizando LPS é resultante, pelo menos em parte, de efeitos diretos do treinamento físico sobre as células epiteliais brônquicas e alveolares. Para isso, seis grupos experimentais serão estudados: controle, exercício, LPA intra-pulmonar, LPA extra-pulmonar, exercício + LPA intra-pulmonar, exercício + LPA extra-pulmonar. Após quatro semanas de treinamento físico, os animais receberão uma instilação intra-traqueal de LPS (LPA intra-pulmonar) ou uma injeção intra-peritoneal de LPS (LPA extra-pulmonar) e serão avaliados 24 horas após essas administrações de LPS. Serão avaliados a celularidade (total e diferencial) no lavado broncoalveolar (LBA), os níveis de citocinas (IL-1², IL-6, KC, TNF-alpha, IL-10, IL-1ra) no LBA, o número de neutrófilos no parênquima pulmonar. Em um outro set de experimentos, as células epiteliais brônquicas e alveolares serão isoladas e, utilizando-se a técnica de western blotting serão avaliados a expressão dos toll like receptors (TLRs) 2, 4, 7 e 9. Os TLRs estão diretamente ligados à detecção e ao reconhecimento de patógenos, e quando ativados, são responsáveis por desencadear a resposta inflamatória, com a função de proteger dos agentes invasores. Assim, o presente estudo contempla avaliar os efeitos do treinamento físico aeróbio sobre a resposta inflamatória pulmonar decorrente da LPA intra e extra-pulmonar induzida por LPS, assim como os efeitos do treinamento aeróbio sobre as células epiteliais brônquicas e alveolares, as quais apresentam papel central no desenvolvimento da LPA.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIGONATO-OLIVEIRA, NICOLE CRISTINE; MACKENZIE, BREANNE; LACERDA BACHI, ANDRE LUIS; OLIVEIRA-JUNIOR, MANOEL CARNEIRO; SANTOS-DIAS, ALANA; RODRIGUES BRANDAO-RANGEL, MAYSA ALVES; DELLE, HUMBERTO; COSTA-GUIMARAES, TAMARA; DAMACENO-RODRIGUES, NILSA REGINA; DULLEY, LARISSA HILARIO; BENETTI, MARCELA ANHESINI; MALFITANO, CHRISTIANE; DE ANGELIS, KATIA; ALBERTINI, REGIANE; LIGEIRO OLIVEIRA, ANA PAULA; ABBASI, ASGHAR; NORTHOFF, HINNAK; VIEIRA, RODOLFO PAULA. Aerobic exercise inhibits acute lung injury: from mouse to human evidence Exercise reduced lung injury markers in mouse and in cells. EXERCISE IMMUNOLOGY REVIEW, v. 24, p. 48-56, 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.