Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da resposta imunológica da lesão pulmonar causada pelo vírus H1N1

Processo: 13/03881-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Thais Mauad
Beneficiário:Marina Ballarin Albino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunologia   Linfócitos

Resumo

Embora a Organização Mundial de Saúde (OMS) tenha detectado o final da pandemia causada pelo vírus da influenza A (subtipo H1N1 de 2009), a doença tem ainda causado fatalidades em diversos países do mundo, especialmente nos meses de inverno. Poucos estudos abordaram os aspectos imunes do tecido pulmonar em pacientes com as formas graves da doença. É importante compreender o fenótipo inflamatório pulmonar visando melhorar as estratégias de prevenção de pandemias futuras e tratamentos adjuvantes das formas graves. O objetivo deste estudo é determinar a distribuição de linfócitos B CD20+, e mastócitos em pulmões de pacientes que faleceram pela infecção viral do vírus H1N1 pandêmico. Serão estudados os tecidos pulmonares de 16 pacientes que foram a óbito pela infecção do vírus H1N1 pandêmico em 2009, e comparados a dois grupos controles: 16 pacientes falecidos de causas não pulmonares e 14 pacientes falecidos com o diagnostico clinico de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA) confirmado pela autópsia. O tecido pulmonar armazenado em bloco de parafina será processado e uma lâmina contendo uma fatia de 5µm de tecido será analisada através de reações imunohistoquímicas para verificar a distribuição das células e do perfil inflamatório. Posteriormente, as lâminas serão digitalizadas e as imagens transferidas para um software de análise de imagem para a contagem de células no parênquima pulmonar. Testes estatísticos de comparação múltipla de médias entre os grupos serão utilizados e nível de significância de 5% será considerado.