Busca avançada
Ano de início
Entree

Crises febris em larvas de zebrafish: análise comportamental e influência na sensitização ao pentilenotetrazol em adultos jovens

Processo: 13/08235-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Cláudia Vianna Maurer Morelli
Beneficiário:Guilherme Paiva Gabriel
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Epilepsia   Neurologia   Pentilenotetrazol   Expressão gênica   Peixe-zebra

Resumo

A epilepsia é uma condição neurológica comum e vários modelos experimentais contribuíram paraum melhor entendimento da fisiopatologia da doença. Recentemente, foi descrito que larvas dezebrafish submetidas à hipertermia transitória apresentaram crises epilépticas e atividadeeletrográfica anormal em 100% dos animais. Apesar da importância deste estudo, ele foi realizadocom larvas imobilizadas em agarose e, para uma melhor caracterização do modelo per se énecessário que o efeito da hipertermia no comportamento de animais nadando livremente sejadescrito. A possibilidade de estudar crises epilépticas induzidas pela hipertermia no zebrafish podecontribuir para um melhor entendimento das crises febris (CF) na infância. Uma questão que podeser explorada neste modelo é se CFs podem modificar a excitabilidade neuronal e contribuir parauma sensibilização alterada ao agente convulsivante Pentilenotetrazol (PTZ) em adultos jovens.Sendo assim, os objetivos deste trabalho são: (i) Estabelecer um protocolo de crises induzidas pelahipertermia em larvas de zebrafish livres na água, (ii) caracterizar o padrão comportamental dosanimais durante as crises, (iii) avaliar a ativação neuronal desencadeada pelas crises febris e (iv)verificar se as crises febris na fase larval modificam a sensibilidade de animais adultos quandoexpostos ao PTZ. Para isso, será estabelecido um protocolo de hipertermia em larvas livres noaquário e seus comportamentos observados e descritos em detalhes. A ativação neuronal promovidapela hipertermia será investigada pela quantificação do RNAm do gene c-fos usando-se aTranscriptase Reversa-PCR quantitativa. Parte dos animais submetidos à hipertermia serão mantidosaté a idade 30 dias (adultos jovens), quando serão expostos a diferentes doses de PTZ. Desta forma,espera-se uma melhor caracterização do modelo para estudos das epilepsias.