Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de diferentes histórias de treino no desenvolvimento dos controles por seleção e por rejeição e na emergência de relações condicionais em humanos

Processo: 12/08192-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Gerson Aparecido Yukio Tomanari
Beneficiário:Priscila Crespilho Grisante
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Matching to sample   Controle do estímulo   Equivalência de estímulos   Análise do comportamento   Humanos

Resumo

O comportamento simbólico tem sido amplamente investigado por meio do procedimento matching to sample (MTS). Primeiramente, discriminações condicionais são ensinadas e, em seguida, a substitutabilidade (ou equivalência) entre os estímulos relacionados pelo treino é verificada em tentativas de teste. A literatura indica que o estabelecimento de controle por seleção (escolhas controladas pelos pares de estímulos modelo/S+) é condição necessária para a formação das classes de estímulos equivalentes programadas e que o controle por rejeição (escolhas controladas pelos pares de estímulos modelo/S-), se majoritário, pode produzir classes de estímulos diferentes das planejadas. Apesar dos esforços para identificar os controles por seleção e por rejeição, a literatura tem prescindido da análise desenvolvimento desses controles. Diante disso, são objetivos do presente projeto: 1) elucidar as condições que produzem escolhas controladas por rejeição; 2) descrever o desenvolvimento dos controles por seleção e por rejeição a partir de duas histórias de treino e; 3) verificar possível influência dos controles por seleção e por rejeição no estabelecimento de relações emergentes. Três experimentos, por meio de tarefas modificadas de MTS com três escolhas, favorecerão seleção ou rejeição a partir da manipulação do momento de apresentação dos comparações corretos (S+) e incorretos (S-). Adultos e crianças serão participantes. Os resultados poderão contribuir para o desenvolvimento de tecnologias de ensino de comportamento simbólico.