Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da enzima AGO2, relacionada à atividade de miRNAs durante o desenvolvimento do hipocampo e na ativação neuronal induzida por pilocarpina

Processo: 13/06633-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Alexandre Hiroaki Kihara
Beneficiário:Bianca Araújo dos Santos
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Hipocampo   MicroRNAs

Resumo

MicroRNAs (miRNAs) representam uma classe de pequenos RNAs não-codificantes com aproximadamente 22 nucleotídeos, que atuam como silenciadores pós-transcricionais, inibindo a tradução de RNAs mensageiros alvo. A produção do miRNA pode ser altamente regulada em várias etapas, desde sua biogênese até vias responsáveis pela sua degradação e estabilização, passando também pelo controle de sua atividade. Estudos indicam que os miRNAs controlam a atividade de mais de 60% dos genes que codificam proteínas e participam da regulação de alguns processos celulares como proliferação, apoptose e diferenciação. O complexo miRNA e RISC (RNA-induced silencing complex) regula a expressão gênica por meio da deadenilação e degradação do RNAm, e repressão da tradução do RNAm. Estudos apontam para a importância deste complexo na formação de memória e em processos de plasticidade sináptica. A atividade neuronal, que reconhecidamente altera a expressão de miRNAs específicos, também regula importantes processos, desde o desenvolvimento do sistema nervoso até sua função, modulando a tradução da síntese proteica. Sabendo-se que alterações do hipocampo durante as fases de desenvolvimento, bem como alterações na atividade neuronal, podem contribuir para o estabelecimento de condições patológicas, e que disfunções de miRNAs que atuam em neurônios podem colaborar para a instalação destas condições, descrevemos a dinâmica da expressão gênica e proteica de AGO2, componente principal do complexo RISC, ao longo do desenvolvimento do hipocampo, nas idades de P0, P5, P10 e P60, e em condição de alta ativação neuronal induzida por pilocarpina. Observamos que os níveis de transcritos de AGO2 estão presentes no hipocampo em todas as idades avaliadas, sendo significativamente menor em P0 em relação ao P60 (p<0,001). A proteína, também encontrada em todas as idades estudadas, localiza-se preferencialmente em neurônios maduros, apresentando pouca proximidade com neurônios imaturos e não estando presente em astrócitos. AGO2 está presente em células CR e PV-positivas, sugerindo que a atuação dos miRNAs é necessária no controle da transmissão inibitória dos neurônios do hipocampo. Observamos também que os níveis de transcritos de AGO2 não são alterados frente à ativação neuronal, não havendo também mudanças no padrão de distribuição proteica. Sendo assim, a presença de AGO2 é indispensável no controle da regulação pós-transcricional, principalmente mediante situações que envolvem alta ativação neuronal, como processos de LTP e desenvolvimento do sistema nervoso. (AU)