Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas baseadas em quitosana para administração de proteína antiangiogênica potencialmente aplicáveis no tratamento do câncer bucal

Processo: 13/06968-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Marlus Chorilli
Beneficiário:Jovan Duran Alonso
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas de liberação de medicamentos   Neoplasias bucais   Nanopartículas

Resumo

Anticorpos monoclonais (AM) representam uma importante classe de biofármacos com uma ampla aplicação terapêutica, especialmente contra o câncer. O bevacizumab (BCB) é um anticorpo monoclonal de origem proteica que atua impedindo o processo de angiogênese que acompanha o tecido neoplásico. No entanto, assim como para outros fármacos de natureza proteica, a utilização clínica de AM representa um grande desafio tanto do ponto de vista tecnológico quanto biofarmacêutico, uma vez que estas substâncias normalmente apresentam baixa estabilidade físico-química, baixa biodisponibilidade e potencial imunogênico, gerando a necessidade de desenvolvimento de novas estratégias para contornar esses problemas. A via bucal, além de possuir características favoráveis para administração de proteínas, tem gerado grande interesse como uma rota alternativa de administração, pois apresenta alta permeabilidade, alta irrigação sanguínea e ausência do metabolismo hepático de primeira passagem. Os sistemas nanoestruturados com capacidade mucoadesiva, como as nanopartículas poliméricas, constituem uma valiosa estratégia para administração de biofármacos em mucosas, pois aumentam a biodisponibilidade além de proteger a estrutura tridimensional da proteína e possuírem baixa citotoxicidade. Esta pesquisa tem como objetivos desenvolver e caracterizar sistemas nanoparticulados baseados em quitosana (QS) associados com sulfato de dextran (DS) para administração bucal de BCB. Pretende-se desenvolver um sistema em nível nanoestrutural para incorporação deste AM, de forma a otimizar o seu uso no tratamento do câncer bucal. (AU)