Busca avançada
Ano de início
Entree

Eucalipto e Mata Atlântica: análise do uso e cobertura da terra e suas conexões biofísicas, políticas e socioeconômicas

Processo: 13/09243-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 16 de setembro de 2013
Vigência (Término): 15 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Mateus Batistella
Beneficiário:Ramon Felipe Bicudo da Silva
Supervisor no Exterior: Emilio F. Moran
Instituição-sede: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Michigan State University (MSU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/13568-0 - Florestas plantadas e Mata Atlântica: análise do uso e cobertura da terra e suas conexões ambientais, políticas e socioeconômicas, BP.DR
Assunto(s):Eucalipto   Ecologia aplicada

Resumo

No Vale do Paraíba paulista, onde o bioma Mata Atlântica teve elevados índices de degradação desde o primeiro ciclo agrário de sua história. A paisagem então dominada pela cafeicultura (primeira metade do século XIX), foi alterada por outras atividades produtivas, sobretudo pela exploração de seus recursos naturais e pelo espaço cedido para a bovinocultura, centros urbanos, infraestruturas e mais recentemente, para a silvicultura do eucalipto. No Brasil, o desenvolvimento da eucaliptocultura tem despertado o debate entre diferentes setores da sociedade, em relação aos seus possíveis impactos sobre os serviços ecossistêmicos e para a população rural. As florestas plantadas, com objetivo de suprir necessidades humanas por madeira e celulose, levaram o eucalipto ao status de espécie mais utilizada para estas finalidades. No Vale do Paraíba, região de importância estratégica para o desenvolvimento do Estado de São Paulo, com inúmeros potenciais naturais, sociais e econômicos, torna-se necessário conhecer as vulnerabilidades frente à dinâmica das interações entre o homem e o meio biofísico. Identificar e compreender as interações entre os aspectos humanos e ambientais associadas à dinâmica do uso e cobertura da terra, especialmente na relação entre remanescentes florestais e florestas plantadas de eucalipto, ampliará o entendimento das mudanças ambientais na região, gerando subsídios para políticas públicas visando a sustentabilidade. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, RAMON F. B.; BATISTELLA, MATEUS; MORAN, EMILIO F. Regional Socioeconomic Changes Affecting Rural Area Livelihoods and Atlantic Forest Transitions. LAND, v. 7, n. 4 DEC 2018. Citações Web of Science: 0.
BICUDO DA SILVA, RAMON FELIPE; BATISTELLA, MATEUS; MORAN, EMILIO FEDERICO. Socioeconomic changes and environmental policies as dimensions of regional land transitions in the Atlantic Forest, Brazil. ENVIRONMENTAL SCIENCE & POLICY, v. 74, p. 14-22, AUG 2017. Citações Web of Science: 5.
BICUDO DA SILVA, RAMON FELIPE; BATISTELLA, MATEUS; MORAN, EMILIO FEDERICO; LU, DENGSHENG. Land Changes Fostering Atlantic Forest Transition in Brazil: Evidence from the Paraiba Valley. PROFESSIONAL GEOGRAPHER, v. 69, n. 1, p. 80-93, 2017. Citações Web of Science: 3.
DA SILVA, RAMON F. B.; BATISTELLA, MATEUS; MORAN, EMILIO F. Drivers of land change: Human-environment interactions and the Atlantic forest transition in the Paraiba Valley, Brazil. LAND USE POLICY, v. 58, p. 133-144, DEC 15 2016. Citações Web of Science: 21.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.