Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento bioquímico do mecanismo antitumoral do calix[6]areno em célula humana de câncer de pâncreas: investigação do tráfego intracelular, do perfil kinômico e da expressão de microRNAs

Processo: 13/08896-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Carmen Veríssima Ferreira
Beneficiário:Karin Juliane Pelizzaro Rocha
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Transdução de sinais   MicroRNAs

Resumo

O câncer de pâncreas é uma das mais comuns neoplasias do trato gastrointestinal, sendo a quarta causa de morte relacionada a câncer nos Estados Unidos. Praticamente nenhum avanço tem sido feito, a fim de, diagnosticar e tratar pacientes com tumores em estágio inicial. Além disso, a agressividade do câncer de pâncreas tem sido relacionada com níveis elevados de mediadores pró-sobrevivência, os quais são responsáveis pela rápida progressão da doença, resistência e metástase. Neste contexto, visando-se obter fármacos mais efetivos, específicos e com menores efeitos colaterais, fazem-se necessários melhores conhecimentos sobre a biologia do tumor, bem como do candidato a fármaco sob o aspecto molecular. Em um estudo preliminar (processo FAPESP 2010/15496-3) Karin Pelizzaro-Rocha demonstrou que o calix[6]areno atua como potente agente contra a agressividade do câncer de pâncreas. Dados iniciais revelaram que o calix[6]areno inibiu vias de transdução de sinal dependentes de receptores de tirosina quinases (Mer, AXL e PDGFR). Somado a isso, observou-se indução de estresse de retículo, processo reconhecidamente associado com morte celular. De forma interessante, também foi observado que o calix[6]areno reduziu a adesão e migração celular e este comportamento foi associado com a modulação de integrina/FAK, metaloproteinase e LMWPTP. Contudo, ainda faltam maiores informações bioquímicas que validem o potencial do calix[6]areno como agente antitumoral, especificamente sobre o câncer de pâncreas, e assim fornecer suporte para que ensaios em outros modelos, inclusive in vivo, possam ser realizados. Neste sentido, o projeto propõe, de forma inédita, utilizar diferentes estratégias experimentais para investigar o tráfego celular do calix[6]areno, bem como fornecer informações e correlações bioquímicas globais sobre a atuação deste composto no metabolismo de células de câncer de pâncreas, especificamente sobre o quinoma e expressão de microRNAs. Desta forma, além de poder refinar o mecanismo de ação deste composto, será possível predizer prováveis efeitos colaterais e também a aplicabilidade deste composto no tratamento de outros tipos de tumores.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONCALVES, PAOLA R.; ROCHA-BRITO, KARIN J. P.; FERNANDES, MARUSKA R. N.; ABRANTES, JULIA L.; DURAN, NELSON; FERREIRA-HALDER, CARMEN V. Violacein induces death of RAS-mutated metastatic melanoma by impairing autophagy process. TUMOR BIOLOGY, v. 37, n. 10, p. 14049-14058, OCT 2016. Citações Web of Science: 7.
TONETO NOVAES, LUIZ FERNANDO; AVILA, CAROLINA MARTINS; PELIZZARO-ROCHA, KARIN JULIANE; VENDRAMINI-COSTA, DEBORA BARBOSA; DIAS, MARINA PEREIRA; BARBOSA TRIVELLA, DANIELA BARRETO; DE CARVALHO, JOAO ERNESTO; FERREIRA-HALDER, CARMEN VERISSIMA; PILLI, RONALDO ALOISE. (-)-Tarchonanthuslactone: Design of New Analogues, Evaluation of their Antiproliferative Activity on Cancer Cell Lines, and Preliminary Mechanistic Studies. CHEMMEDCHEM, v. 10, n. 10, p. 1687-1699, OCT 2015. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.