Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativa de doses em procedimentos de tomografia computadorizada de pacientes adultos e pediátricos

Processo: 13/09596-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Costa
Beneficiário:Juliana Cristina Martins
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Física médica   Raios X

Resumo

As grandezas dosimétricas atualmente adotadas por regulamentações nacionais ou para padronização de modelos dosimétricos adotados por fabricantes de equipamentos de CT são baseadas em uma métrica básica, introduzida há cerca de trinta anos: o Computed Tomography Dose Index (CTDI). Esta grandeza, independente de suas variações de definição, representa a dose absorvida ao longo do eixo longitudinal de um objeto simulador (phantom) de acrílico com dimensões conhecidas e bem definidas. Desde a introdução do CTDI como métrica adequada para a determinação das características dosimétricas de procedimentos tomográficos, e de sua aceitação na comunidade científica e entre os fabricantes de equipamentos, a tecnologia modificou significativamente a arquitetura destes sistemas, bem como as condutas clínicas para sua utilização. A introdução dos sistemas de CT de feixe cônico, com o alargamento das dimensões dos feixes de radiação para acomodação, em um número reduzido de rotações, de uma maior região de interesse, trouxe significativas vantagens clínicas. Contudo, esta ampliação das dimensões dos feixes de raios X utilizados nos exames tomográficos e a utilização das técnicas helicoidais, passaram a tornar inadequada a utilização do CTDI em sua formulação matemática original. Estas alterações tecnológicas tornaram, também, pouco apropriadas ou impraticáveis as metodologias para medição desta métrica.Deste modo, diversos grupos de pesquisadores em todo o mundo propuseram novas métricas que possam dar conta dos avanços tecnológicos atuais e previsíveis para um futuro próximo, e ainda fornecer valores representativos das doses em pacientes. As formulações matemáticas para estas métricas serão utilizadas como base conceitual para a implementação de parte do presente projeto.A proposta de trabalho do presente projeto de mestrado consiste na estimativa de doses normalizadas em órgãos submetidos a exames tomográficos utilizando objetos simuladores de pacientes adultos e pediátricos em um conjunto de dezessete equipamentos tomográficos de uso clínico, instalados no Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A aluna deverá calcular valores de CTDIvol,Regional e associa-los às correntes aplicadas em cada região do corpo de objetos simuladores de pacientes adultos e pediátricos. Deverá, também, calcular o diâmetro efetivo de cada parte do corpo dos objetos simuladores a partir de medições diretas nas peças que compõe os objetos simuladores. Por fim, de posse desses valores, deverá determinar as Doses Normalizadas nos Órgãos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIANSANTE, LOUISE; MARTINS, JULIANA C.; NERSISSIAN, DENISE Y.; KIERS, KAREN C.; KAY, FERNANDO U.; SAWAMURA, MARCIA V. Y.; LEE, CHOONSIK; GEBRIM, ELOISA M. M. S.; COSTA, PAULO R. Organ doses evaluation for chest computed tomography procedures with TL dosimeters: Comparison with Monte Carlo simulations. JOURNAL OF APPLIED CLINICAL MEDICAL PHYSICS, v. 20, n. 1, p. 308-320, JAN 2019. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARTINS, Juliana Cristina. Estimativa de dose nos pulmões para procedimentos de tomografia computadorizada. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.