Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação esquistossomicida in vitro dos óleorresinas de espécies de Copaifera

Processo: 13/10132-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Lizandra Guidi Magalhães
Beneficiário:Michele Garcia da Cruz
Instituição-sede: Coordenadoria Adjunta de Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Esquistossomicidas   Fabaceae

Resumo

A esquistossomose permanece como grave problema de saúde pública em muitos países em desenvolvimento. Inúmeros relatos mostram o crescente surgimento de cepas de Schistosoma mansoni resistentes ao Praziquantel, fármaco de escolha para o tratamento da esquistossomose. Neste contexto, a descoberta de novas substâncias que possam servir de modelos (protótipos) para o desenvolvimento de agentes esquistossomicida mais eficientes e com menor toxicidade é de grande interesse e tem sido o objetivo principal de diversos grupos de pesquisa. O reino vegetal contribui de forma bastante significativa para o fornecimento de metabólitos aplicáveis no tratamento de doenças que acometem os seres humanos. Esta grande reserva natural de compostos orgânicos desempenha um papel importante na descoberta de novos agentes terapêuticos. Apesar desta importância destacada, somente uma pequena porcentagem dos recursos vegetais foram fotoquimicamente e biologicamente investigados. Dentre todas as plantas com propriedades medicinais, as árvores do gênero Copaifera merecem destaque em função de suas aplicações farmacológicas historicamente comprovadas pela medicina popular, incluindo sua atividade antiparasitária, onde observa-se a significante propriedade leishmanicida e tripanocida apresentada pelo óleorresina de diversas espécies deste gênero. Assim, como parte do projeto temático recentemente concedido pela FAPESP (2011/13630-7), pretende-se com este estudo avaliar o potencial esquistossomicida in vitro dos óleorresinas, das espécies de C. langsdorffii, C. oblongifolia e C. reticulata. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BORGES, CARLY H. G.; CRUZ, MICHELE G.; CARNEIRO, LUIZA J.; DA SILVA, JONAS J. M.; BASTOS, JAIRO K.; TAVARES, DENISE C.; DE OLIVEIRA, POLLYANNA F.; RODRIGUES, VANDERLEI; VENEZIANI, RODRIGO C. S.; PARREIRA, RENATO L. T.; CARAMORI, GIOVANNI F.; NAGURNIAK, GLAUCIO R.; MAGALHAES, LIZANDRA G.; AMBROSIO, SERGIO R. Copaifera duckei Oleoresin and Its Main Nonvolatile Terpenes: In Vitro Schistosomicidal Properties. CHEMISTRY & BIODIVERSITY, v. 13, n. 10, p. 1348-1356, OCT 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.