Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da dor pós-operatória em cadelas submetidas a ovariosalpingohisterectomia minimamente invasiva ou tradicional

Processo: 13/10871-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Bruno Watanabe Minto
Beneficiário:Letícia Camargo Todaro Tucci
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Castração animal   Dor pós-operatória   Cães

Resumo

A superpopulação de cães e gatos é um problema de saúde pública e de bem estar animal. Atualmente, sabe-se que uma das formas mais eficazes de se obter o controle populacional é por meio da esterilização cirúrgica. Tendo isso em vista, é crescente o número de técnicas visando cirurgias mais rápidas e com menos complicações pós-operatórias, permitindo assim a realização de um maior número de cirurgias e a maior aceitação por parte dos proprietários. A técnica minimamente invasiva não laparoscópica, vulgarmente conhecida como "técnica do gancho" vem sendo amplamente utilizada em clínicas veterinárias e campanhas de castração. Propõe-se, portanto, avaliar a "técnica do gancho" quanto ao tempo de cirurgia e a recuperação pós-operatória comparativamente com a técnica tradicional de ovariosalpingohisterectomia em cadelas (AU)