Busca avançada
Ano de início
Entree

Geografia da vida camponesa: espaços de vida, espaços de produção no assentamento nova conquista

Processo: 13/04572-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Feliciano
Beneficiário:Ana Lúcia Teixeira Tabuti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Assentamento rural   Pontal do Paranapanema (SP)   Estado (política)

Resumo

Palco de intensos conflitos fundiários, a região do Pontal do Paranapanema traz em seu cerne, uma história de grilagens por parte de latifundiários e de luta dos camponeses num primeiro momento pela terra e posteriormente pela permanência nela, evidenciando ainda a luta dos sujeitos pela reprodução de relações sociais de produção distintas das formas capitalistas. O assentamento configura-se como a unidade territorial camponesa, que abrange os espaços de cada unidade (lote), dedicados a produção voltada para o autoconsumo que suprem diretamente as necessidades do espaço doméstico e espaços dedicados à produção para a comercialização. Neste contexto, abordaremos o território objeto desta proposta, o Assentamento Nova Conquista, que contém 104 unidades sendo que destes 77 localizam-se no município de Rancharia-SP e 27 no município de Martinópolis-SP. Buscar-se-á com base no cenário supracitado, a compreensão do processo de formação da unidade territorial camponesa, bem como as formas de socialização existentes e suas relações com os demais setores da sociedade , no contexto de um arranjo territorial específico através da análise dos espaços doméstico e o de produção. A referida busca configura-se como o questionamento central desta proposta de trabalho, em que investigar os conflitos e as relações que a unidade territorial mantém com o Estado e com a sociedade no geral, torna-se basilar para que o trabalho possa servir de subsidio para uma atuação de assentados e poder local em prol da realidade pesquisada. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TABUTI, Ana Lúcia Teixeira. Geografia da vida camponesa : espaços de vida, espaços de produção no assentamento Nova Conquista-SP. 2015. 165 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Tecnologia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.