Busca avançada
Ano de início
Entree

Microencapsulação por gelificação iônica e interação eletrostática do corante de buriti (Mauritia flexuosa l. f.)

Processo: 13/09627-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Vânia Regina Nicoletti Telis
Beneficiário:Caroline Pereira Moura Aranha
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Carotenoides   Potencial zeta   Microencapsulação

Resumo

A microencapsulação, na indústria de alimentos, é um processo no qual um ou mais ingredientes ou aditivos são revestidos por uma cápsula extremamente pequena e comestível. Trata-se de uma tecnologia inovadora que tem sido empregada com êxito na indústria de cosméticos, farmacêutica e alimentícia. Essa técnica pode solucionar problemas com limitações no emprego de ingredientes alimentícios, como é o caso de corantes naturais, que são sensíveis à luz, calor, oxigênio e variações de pH. O objetivo deste trabalho é estudar o processo de microencapsulação por gelificação iônica associada à interação eletrostática do corante extraído da polpa de buriti. Para a etapa de gelificação iônica serão avaliadas duas alternativas de biopolímeros: alginato e pectina de baixo teor de esterificação amidada, sendo ambos gelificados na presença de íons cálcio. Em seguida, as microcápsulas produzidas serão recobertas, por interação eletrostática, com proteínas do soro de leite (WPC). As condições de adsorção das proteínas sobre a superfície das partículas de alginato ou de pectina serão definidas a partir da análise da carga livre total das soluções de proteína e de polissacarídeos, o que possibilitará a definição do pH e da quantidade relativa de polissacarídeo/proteína a ser usada para produção das micropartículas. As partículas serão avaliadas em relação à morfologia, distribuição de tamanho, condições de rompimento, estabilidade à luz e à temperatura e estabilidade oxidativa do corante microencapsulado. Serão também avaliadas as melhores condições de armazenamento por meio da determinação do comportamento de sorção de água das microcápsulas.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ARANHA, Caroline Pereira Moura. Microencapsulação por gelificação iônica e interação eletrostática do corante de buriti (Mauritia flexuosa L. f.). 2015. 116 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.