Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo e desenvolvimento de um sistema de medida de transmitância ultravioleta e visível para qualificação e categorização das lentes e filtros solares

Processo: 13/14790-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Engenharia Médica
Pesquisador responsável:Victor Antonio Cacciacarro Lincoln
Beneficiário:Victor Antonio Cacciacarro Lincoln
Empresa:Victor Vision Indústria, Comércio, Importação e Exportação de Equipamentos Médicos Odontológicos Ltda
Vinculado ao auxílio:12/51356-7 - Estudo e desenvolvimento de um sistema de medida de transmitância ultravioleta e visível para qualificação e categorização das lentes e filtros solares, AP.PIPE
Assunto(s):Espectroscopia óptica   Lentes   Protetores solares   Raios ultravioleta

Resumo

O Brasil situa-se geograficamente numa zona de alta incidência de Raios Ultravioleta (UV), e como a maior parte da população brasileira se expõe ao sol por muito tempo e de forma descuidada, seja no trabalho ou durante o lazer, o País apresenta alta ocorrência de patologias relacionadas à elevada exposição à radiação UV. A exposição do olho à irradiação ultravioleta pode induzir patologias oculares (inflamações na córnea, catarata e problemas na retina) se a proteção UV do tecido corneano não for efetiva. Inúmeros trabalhos indicam grandes danos causados por este tipo de radiação e a importância do uso de óculos de sol com proteção adequada. O olho humano usa como ferramenta de proteção a pupila, que se dilata e se contrai conforme a intensidade luminosa que atinge o olho, um ótimo recurso quando se expõe os olhos em um dia ensolarado uma vez que a contração pupilar ajuda no bloqueio contra os raios ultravioleta. O grande problema dos óculos sem proteção adequada é justamente a inibição deste recurso natural do olho, reduzindo apenas a intensidade da parte visível do espectro eletromagnético e ocasionando a dilatação da pupila, enquanto não há a proteção proporcional dos raios ultravioleta. A proteção ultravioleta dos óculos de sol é de extrema importância, e nenhum equipamento realiza este tipo de medida de proteção UV em óculos de sol, com devida precisão e resolução fornecendo laudos de acordo com a norma brasileira (NBR15111) e com as normas internacionais. O presente projeto será direcionado para o desenvolvimento de um protótipo inicial que realize as medidas das lentes solares na região visível e UV do espectro eletromagnético de 315-780nm, com um sistema óptico em conjunto com o módulo de instrumentação eletrônico para garantir a precisão, estabilidade e repetibilidade das medidas. O mercado das óticas movimenta R$ 7,8 bilhões em negócios por ano, e no Brasil estima-se que existam mais e 28 mil estabelecimentos que comercializam produtos ópticos. Inserido neste mercado, a classificação e qualificação de óculos de sol apresenta um nicho inexplorado e de grande potencial mercadológico. Assim neste panorama, o objetivo da proposta é o desenvolvimento de um equipamento de medida da qualidade da proteção ultravioleta e de classificação do grau de escurecimento das lentes. O equipamento irá apresentar um laudo baseado na norma brasileira NBR15111 e nas principais normas internacionais, disponibilizando uma indicação positiva ou não da proteção UV e a sugestão de uso da categoria dos óculos de sol (fashion, geral, praia, condução de veículos). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)