Busca avançada
Ano de início
Entree

Função barorreflexa de sapos Rhinella schneideri: efeito da temperatura e do estado de hidratação e participação do sistema renina-angiotensina

Processo: 12/17379-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Kênia Cardoso Bícego
Beneficiário:Lucas Aparecido Zena
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Rhinella schneideri   Barorreflexo   Desidratação   Sistema renina-angiotensina   Temperatura ambiente

Resumo

Vários estressores de origem antrópica e ambiental podem influenciar o ciclo de vida dos anfíbios. Flutuações na temperatura podem causar alterações substanciais nas variáveis cardiorrespiratórias destes animais, refletindo efeitos sobre a resistência vascular periférica, a atividade contrátil cardíaca, a frequência intrínseca do nódulo sinoatrial, bem como a ventilação. Respostas barorreflexas já foram observadas em algumas espécies de vertebrados e pouco se conhece sobre a influência térmica na resposta barorreflexa de anfíbios. Interações existentes entre os sistemas cardiovascular e respiratório funcionam de maneira a disponibilizar adequado aporte de oxigênio às demandas metabólicas em ectotérmicos e, assim, um aumento no consumo de oxigênio pode ser alcançado quando os animais são submetidos a altas temperaturas ambientes. Estudos prévios têm sugerido a participação da ventilação pulmonar na regulação barorreflexa de mamíferos, bem como anfíbios. Entretanto, nenhum estudo relatou a possível relação entre a pressão arterial (PA) e a ventilação frente a diferentes demandas metabólicas impostas pela temperatura. De acordo com nossos dados anteriores, um aumento na sensibilidade barorreflexa, bem como uma resposta reflexa predominantemente à hipotensão foi observada com o aumento da temperatura (de 15 a 30°C) no sapo Rhinella schneideri. Estes resultados indicam que esses sapos apresentam dependência da temperatura para as respostas barostáticas do ramo cardíaco e que o barorreflexo cardíaco é primariamente responsivo à hipotensão do que à hipertensão, similar ao que ocorre em crocodilos e mamíferos. Desta forma, o barorreflexo cardíaco e a ventilação serão determinados pelo aumento e pela diminuição da PA induzidos pela fenilefrina e o nitroprussiato de sódio, respectivamente. Serão determinadas as variáveis derivadas da curva sigmoide das respostas barorreflexas da FC, bem como a influência do sistema respiratório (frequência respiratória, volume corrente e consequentemente da ventilação). Os animais serão submetidos à hiperóxia para se determinar o possível papel dos quimiorreceptores periféricos nessas respostas. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZENA, LUCAS A.; LEITE, CLEO A. C.; LONGHINI, LEONARDO S.; DIAS, DANIEL P. M.; DA SILVA, GLAUBER S. F.; HARTZLER, LYNN K.; GARGAGLIONI, LUCIANE H.; BICEGO, KENIA C. Analysis of the respiratory component of heart rate variability in the Cururu toad Rhinella schneideri. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, NOV 23 2017. Citações Web of Science: 3.
DA SILVA, GLAUBER S. F.; VENTURA, DANIELA A. D. N.; ZENA, LUCAS A.; GIUSTI, HUMBERTO; GLASS, MOGENS L.; KLEIN, WILFRIED. Effects of aerial hypoxia and temperature on pulmonary breathing pattern and gas exchange in the South American lungfish, Lepidosiren paradoxa. COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY A-MOLECULAR & INTEGRATIVE PHYSIOLOGY, v. 207, p. 107-115, MAY 2017. Citações Web of Science: 3.
ZENA, LUCAS A.; DA SILVA, GLAUBER S. F.; GARGAGLIONI, LUCIANE H.; BICEGO, KENIA C. Baroreflex regulation affects ventilation in the cururu toad Rhinella schneideri. Journal of Experimental Biology, v. 219, n. 22, p. 3605-3615, NOV 15 2016. Citações Web of Science: 5.
ZENA, LUCAS A.; DANTONIO, VALTER; GARGAGLIONI, LUCIANE H.; ANDRADE, DENIS V.; ABE, AUGUSTO S.; BICEGO, KENIA C. Winter metabolic depression does not change arterial baroreflex control of heart rate in the tegu lizard Salvator merianae. Journal of Experimental Biology, v. 219, n. 5, p. 725-733, MAR 1 2016. Citações Web of Science: 6.
ZENA, LUCAS A.; GARGAGLIONI, LUCIANE H.; BICEGO, KENIA C. Temperature effects on baroreflex control of heart rate in the toad, Rhinella schneideri. COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY A-MOLECULAR & INTEGRATIVE PHYSIOLOGY, v. 179, p. 81-88, JAN 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.