Busca avançada
Ano de início
Entree

Influencia da influencia da hipertensão arterial na resposta tecidual e na capacidade de mineralização dos cimentos reparadores MTA Ângelus® Branco e Cinza e IRM®. Análise histológica e imunoistoquímica em ratos.

Processo: 13/09446-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:João Eduardo Gomes Filho
Beneficiário:Christine Men Martins
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/10541-1 - Diferenciação de osteoclastos, formação nodular, fenótipo ósseo e da lesão periapical em BPH/2 ratos hipertensos, BE.EP.DR
Assunto(s):Hipertensão   Mineralização   Cimentos endodônticos   Teste de biocompatibilidade

Resumo

Um estado hipertensivo pode provocar uma maior mobilização de cálcio a partir do osso e sua maior excreção pelos rins. O cimento endodôntico reparador MTA Ângelus® visa indução da mineralização nos tecidos onde é aplicado. Dentro dessa linha, pode-se inferir que a cicatrização dos tecidos após o tratamento endodôntico em pessoas hipertensas com esse cimento pode ser prejudicada. Frente a isso, o objetivo desse estudo será avaliar a relação entre a hipertensão arterial, a resposta tecidual e a capacidade de mineralização dos cimentos endodônticos reparadores MTA Ângelus® Branco e Cinza e o IRM®, por meio de um modelo experimental em ratos. Serão utilizados 16 ratos hipertensos e 16 ratos normotensos. Todos os animais receberão individualmente quatro implantes de tubos de polietileno, sendo três contendo os cimentos a serem testados e mais um tubo vazio como controle. Dentro de cada grupo, haverá uma subdivisão, sendo que 8 animais de cada grupo serão sacrificados ao sétimo dia e nos animais restantes serão realizadas injeções de fluorocromos (calceína, alizarina e oxitetraciclina), aos 7, 14 e 21 dias, sendo estes sacrificados ao trigésimo dia. Após o sacrifício dos animais, os tubos de polietileno juntamente com o tecido que o circunda serão removidos e metade das peças será fixada em glicol metacrilato e processada para análise histológica por Hematoxilina e Eosina (HE), Von Kossa e sem coloração para análise com luz polarizada e fluorescência. O critério de avaliação será de 0: nenhuma ou poucas células e nenhuma reação; 1: menos de 25 células e reação leve; 2: entre 25 e 125 células e reação moderada; 3: 125 ou mais células e severa reação. Cápsula fibrosa será considerada fina quando < 150¼m e espessa quando > 150¼m. Presença de mineralização será registrada como presente ou ausente. A outra metade das peças será analisada por imunoistoquímica, por meio dos marcadores específicos Runx-2, Osteocalcina e Osteopontina. Os resultados serão tabulados e analisados estatisticamente, padronizando o nível de significância em 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARTINS, C. M.; DE AZEVEDO QUEIROZ, I. O.; ERVOLINO, E.; CINTRA, L. T. A.; GOMES-FILHO, J. E.. RUNX-2, OPN and OCN expression induced by grey and white mineral trioxide aggregate in normal and hypertensive rats. International Endodontic Journal, v. 51, n. 6, p. 641-648, . (13/09446-1)
MARTINS, CHRISTINE MEN; SASAKI, HAJIME; HIRAI, KIMITO; ANDRADA, ANA CRISTINA; GOMES-FILHO, JOAO EDUARDO. Relationship between hypertension and periapical lesion: an in vitro and in vivo study. Brazilian Oral Research, v. 30, . (13/09446-1)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARTINS, Christine Men. Influência da hipertensão arterial no padrão fenotípico da lesão periapical, na diferenciação dos osteoclastos, na resposta teciduale na capacidade de mineralização do cimento reparador MTA. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Odontologia. Araçatuba Araçatuba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.