Busca avançada
Ano de início
Entree

ACT: uma possibilidade de prevenção universal a violência infantil

Processo: 13/10417-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams
Beneficiário:Jéssica de Assis Silva
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Família   Ambiente familiar   Prevenção da violência sexual   Abuso da criança   Violência na família   Violência contra o menor   Estudos de intervenção

Resumo

Uma melhora na qualidade de vida intrafamiliar pode ser observada através da promoção, pelos pais e cuidadores, de comportamentos e atitudes incompatíveis com a violência. Atualmente, programas de treinamento parental focados nesse tipo de prevenção, bem como estudos quanto à eficácia desses programas em países em desenvolvimento são ainda escassos. O presente estudo tem por objetivo primordial contribuir para a análise da eficácia do Programa ACT para Educar Crianças em Ambientes Seguros, desenvolvido pela American Psychological Association, para a realidade brasileira. A intervenção visa avaliar características comportamentais de cuidadores e crianças, tais como comportamentos externalizantes e internalizantes, antes e após a participação dos pais no programa. O estudo será realizado na Associação VERA (São Carlos/SP), organização que desenvolve atividades para promoção dos Direitos Humanos. Participarão, ao todo, cerca de 54 pais/cuidadores de crianças com idade entre seis e oito anos de idade, assim como seus respectivos parceiros. O delineamento da pesquisa consiste num ensaio clínico randomizado controlado, com medidas de pré-teste/pós-teste/follow-up e grupos controle e experimental equivalentes, subdivididos em no mínimo dois sub-grupos, envolvendo de 6 a no máximo 18 cuidadores. Além dos instrumentos propostos pelo programa, o estudo se utilizará de instrumentos da família ASEBA e do Inventário de Estilos Parentais (IEP). Resultados que expressem uma modificação do repertório do adulto e da criança serão comparados com o estilo parental característico do cuidador fornecido pelo IEP, antes e após intervenção, favorecendo a análise da eficácia do ACT enquanto treinamento parental e, consequentemente, enquanto possibilidade de prevenção universal à violência contra a criança.