Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistência de união ao microcisalhamento de sistemas adesivos autocondicionantes de 2 passos: efeito de diferentes tratamentos em substrato dentinário normal e hipermineralizado artificialmente

Processo: 13/06386-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Edson Alves de Campos
Beneficiário:Gabriela Ohata
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Laser   Resistência de união (odontologia)   Dentina   Dentística

Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar a resistência de união de diferentes sistemas adesivos autocondicionantes de 2 passos, com graus de acidez distintos, frente a diferentes tratamentos dentinários: condicionamento ácido, laser e ponta diamantada, em dentina normal e hipermineralizada artificialmente. Cento e doze dentes incisivos inferiores bovinos hígidos serão selecionados. Os dentes terão sua superfície vestibular desgastada com o objetivo de expor superfície dentinária plana e serão lixados para a exposição de uma superfície dentinária uniforme e padronizada. Os dentes serão aleatoriamente divididos em dois diferentes grupos, de acordo com o tipo de dentina: normal (N) (n=54) e hipermineralizada artificialmente (H) (n=58). O conjunto H receberá tratamento para hipermineralização e, após esse processo, quatro dentes serão aleatoriamente selecionados e observados em microscópio eletrônico de varredura (MEV) para a confirmação do procedimento de hipermineralização. Os dentes de cada grupo serão divididos aleatoriamente em dois diferentes subgrupos, de acordo com o sistema adesivo autocondicionante de 2 passos empregado: Clearfil SE Bond e AdheSE. Para cada sistema adesivo, em cada condição de dentina (N e H), serão avaliados diferentes tratamentos da dentina: (1) condicionamento convencional - aplicação do sistema adesivo autocondicionante segundo recomendações do fabricante (grupo controle); (2) condicionamento da superfície dentinária com laser Er,Cr:YSGG (Waterlase Millennium, Biolaser Technology, San Clement, CA, USA) + aplicação do sistema adesivo segundo recomendações do fabricante; (3) asperização da superfície dentinária com ponta diamantada + aplicação do sistema adesivo segundo recomendações do fabricante. Em seguida, matrizes transparentes cilíndricas serão posicionadas sobre cada superfície de dentina tratada com os adesivos testados e serão preenchidas com resina composta (FiltekTM Z350 XT - 3M ESPE) e fotoativadas por 20s. Após período de armazenagem de 24 horas em água a 37oC, os espécimes serão adaptados a um dispositivo para resistência de união ao microcisalhamento em uma máquina de ensaios mecânicos com velocidade de travessa de 0,5 mm/min. Posteriormente, o padrão de fratura de cada espécime será determinado. Um espécime de cada grupo será preparado, a fim de avaliar a morfologia da interface e/ou a aparência de tags de resina em MEV. As diferenças entre os grupos serão determinadas utilizando os testes estatísticos adequados para o tipo de distribuição.