Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da administração sistêmica do curcumin sobre o reparo periodontal experimental in vivo

Processo: 13/05380-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Morgana Rodrigues Guimarães Stabili
Beneficiário:Camilla Olga Tasso
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação   Curcumina   Reparo tecidual   Reparação periodontal   Gengiva   Reação em cadeia por polimerase (PCR)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Curcumin | Inflamação | Pcr | Picrosírius | Ratos | Reparo | Periodontia

Resumo

Curcumin, um agente anti-inflamatório e anti-oxidante derivado do turmérico Curcuma longa, tem sido usado para tratar inúmeras desordens inflamatórias. Além de suas propriedades anti-inflamatórias, curcumin também tem demonstrado grande potencial no processo de reparo tecidual, aumentando a deposição de fibras colágenas e estimulando a neovascularização. Seu efeito sobre a modulação da resposta imune-inflamatória em um modelo de doença periodontal experimental foi avaliada pela primeira vez pelo nosso grupo de pesquisa e os resultados mostraram que curcumin foi capaz de diminuir significativamente a expressão de mediadores inflamatórios assim como o número de células inflamatórias nos tecidos periodontais doentes. Histologicamente, observamos uma aceleração no processo de reparo com maior organização do tecido conjuntivo e aumento da vascularização. Embora estudos tenham demonstrado o potencial do curcumin sobre a modulação de mediadores biológicos e seu papel reparador em diversos modelos de doenças inflamatórias, não há na literatura relatos a respeito do efeito do curcumin sobre o reparo dos tecidos periodontais. A hipótese deste trabalho é que curcumin pode estimular o reparo das estruturas periodontais injuriadas através da modulação de importantes marcadores do turnover tecidual. Para avaliar esta hipótese nós analisaremos o efeito do curucmin sobre a expressão de TGF-², Col1a1, VEGF, vimentina e CD34 nos tecidos periodontais através de RT-qPCR. A proporção de células inflamatórias e outros componentes celulares nos tecidos gengivais também será avaliada por meio da análise estereométrica dos cortes histológicos. Por fim, as fibras colágenas serão coradas com Picrosírius e quantificadas em microscópio de luz polarizada.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)