Busca avançada
Ano de início
Entree

Eventos críticos e ajuda humanitária: uma perspectiva antropológica

Processo: 13/15059-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Omar Ribeiro Thomaz
Beneficiário:Ana Elisa de Figueiredo Bersani
Supervisor no Exterior: Erica Caple James
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Massachusetts Institute of Technology (MIT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/12402-3 - O (extra)ordinário da ajuda: histórias não contadas sobre desastre e generosidade na Grand'Anse, Haiti, BP.MS
Assunto(s):Ajuda humanitária   Desastres ambientais   Terremotos   Haiti

Resumo

A pesquisa original de mestrado à qual esse projeto está vinculado tem como objetivo revelar e problematizar as dinâmicas sociais existentes no Haiti que, postas em prática após o terremoto em 12 de janeiro de 2010, tiveram um papel fundamental no sentido de assegurar a manutenção da ordem e a sobrevivência de grande parte dos desabrigados. Nesse sentido, foi proposta a articulação entre a dimensão etnográfica, através do trabalho de campo na região da Grand'Anse, no Haiti - mais especificamente, a cidade e o entorno de Jérémie -, e o trabalho de investigação bibliográfico acerca das dinâmicas e problemáticas envolvidas no contexto de catástrofe. O projeto, como um todo, visa, em primeiro lugar, discutir a formação histórica e a situação atual haitiana no período pós-catástrofe. Em segundo, a partir do trabalho etnográfico, enfrentar as dinâmicas próprias da sociedade haitiana contemporânea, atentos quer ao associativismo, quer àquelas esferas consideradas tradicionais, tais como as relações familiares, de vizinhança ou de amizade e seu lugar no socorro aos aflitos. Por fim, pretende-se explorar as questões pertinentes à investigação antropológica neste contexto através da problematização do papel do Estado e das ações de ajuda humanitária realizadas pelas organizações internacionais presentes no país. (AU)