Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação visual e cognitiva de crianças nos três primeiros anos de vida que foram acometidas por catarata congênita bilateral

Processo: 13/05942-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Marcelo Fernandes da Costa
Beneficiário:Valtenice de Cássia Rodrigues de Matos França
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/26818-2 - Desenvolvimento e implantação de métodos de avaliação visual: aplicações clínicas e em modelos animais, AP.TEM
Assunto(s):Desenvolvimento cognitivo   Acuidade visual

Resumo

O presente estudo visa investigar as possíveis alterações visuais, cognitivas e comportamentais decorrentes da privação visual em crianças que apresentaram catarata congênita bilateral e avaliar se existe correlação entre os limiares de duas funções visuais básicas para a percepção de formas (acuidade visual e acuidade de Vernier) e o desenvolvimento cognitivo e comportamento adaptativo. Um total de 25 crianças de dois a 24 meses de idade será avaliado após a cirurgia de catarata congênita bilateral (grupo experimental) e 25 crianças na mesma faixa etária, com desenvolvimento visual normal, serão avaliadas como grupo controle. Excluir-se-ão crianças com exames clínicos e laboratoriais com evidências de doenças neurológicas ou sistêmicas. Crianças com valor de acuidade visual abaixo das normas populacionais serão excluídas do grupo controle. Avaliar-se-á a acuidade visual de resolução de grades e acuidade de Vernier das crianças utilizando-se o Potencial Visual Evocado de Varredura. Realizar-se-á a avaliação do desenvolvimento cognitivo e comportamento adaptativo utilizando-se duas das cinco escalas que constituem as Escalas Bayley de Desenvolvimento Infantil - III: Cognitiva e Comportamento Adaptativo. A avaliação ocorrerá em três sessões. Na primeira sessão aplicar-se-á uma entrevista e a Escala de Comportamento Adaptativo com os pais ou responsáveis. Adicionalmente, mediremos a acuidade visual e acuidade de Vernier das crianças. Na segunda sessão aplicar-se-á a Escala Cognitiva. Finalmente, realizar-se-á a entrevista devolutiva com os pais ou responsáveis pela criança na terceira e última sessão. As análises dos dados serão feitas utilizando-se os escores brutos obtidos dos resultados das Escalas Bayley - III e os limiares de acuidade visual e acuidade Vernier. As análises serão realizadas com o programa Statistica, versão 6.0, e os testes estatísticos serão selecionados de acordo com a distribuição dos dados.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIMA, DIEGO DA SILVA; PORTNOI BARAN, LUIZ CLAUDIO; HAMER, RUSSELL DAVID; DA COSTA, MARCELO FERNANDES; VIDAL, KALLENE SUMMER; DAMICO, FRANCISCO MAX; SALGUEIRO BARBONI, MIRELLA TELLES; RODRIGUES DE MATOS FRANCA, VALTENICE DE CASSIA; GOMES MARTINS, CRISTIANE MARIA; TABARES, HEYDI SEGUNDO; DIAS, SARAH LEONARDO; SILVA, LEONARDO APARECIDO; DECLEVA, DIEGO; ZATZ, MAYANA; ANTUNES PASCALICCHIO BERTOZZI, ANA PAULA; GAZETA, ROSA ESTELA; PASSOS, SAULO DUARTE; VENTURA, DORA FIX. Longitudinal visual acuity development in ZIKV-exposed children. JOURNAL OF AAPOS, v. 24, n. 1 FEB 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.