Busca avançada
Ano de início
Entree

A eugenia no humor da Revista Ilustrada Careta: raça e cor no Governo Provisório (1930-1934)

Processo: 13/05598-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Fabiana Lopes da Cunha
Beneficiário:Leonardo Dallacqua de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Governo Provisório (1930-1934)   Eugenia (ciências humanas)   Humor

Resumo

Com o início do Governo Provisório em 1930, o Brasil adentra em uma nova política sob a liderança de Getúlio Vargas que, trouxe ao cenário nacional uma nova forma de governar e gerenciar a nação. Este governo emergente traz mudanças em toda escala social, seja ela trabalhista, funcionalista, educacional e uma nova maneira de enxergar o país. Este governo terá políticas próprias para o trato dos imigrantes, comunistas, judeus, negros, etc. O que nos convém problematizar como está situado o discurso da eugenia no início dos anos de 1930. Através do semanário Careta, que já estava em circulação desde 1908 aos sábados, temos uma importante fonte que mistura humor e crítica social a realidade brasileira. No período de 1930 a 1934 o semanário em muitos dos seus números, analisa por meio de caricaturas e textos a situação do negro no cenário brasileiro e a relação da política vigente. A pesquisa tem por meta analisar o periódico no recorte temporal proposto e, problematizar a visão humorística da revista acerca do negro na sociedade da época bem como os discursos sobre eugenia nos anos de 1930-1934. (AU)