Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e caracterização de matrizes poliméricas como veículo de componentes ativos do extrato etanólico da película de amendoim.

Processo: 13/08209-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Rosemary Aparecida de Carvalho
Beneficiário:Marcela Perozzi Tedesco
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Gelatina   Compostos fenólicos

Resumo

A película rosa-avermelhada do amendoim tem sabor adstringente e por isso é removida do grão pela indústria de alimentos. Em 2011/2012 foram produzidas mais de 918 mil toneladas de película de amendoim em todo o mundo. O valor comercial desse resíduo é muito baixo, no entanto essa película é muito rica em compostos bioativos como as catequinas, conhecidas por seus benefícios à saúde como diminuição do nível sanguíneo de LDL (lipoproteína de baixa densidade), inibição de oxidação de LDL na prevenção de doenças cardiovasculares, proteção do DNA contra radicais livres diminuindo os riscos de câncer e inibindo perda de histamina prevenindo inflamações. Esse projeto tem como objetivo desenvolver um Filme de Dissolução Oral mucoadesivo a base de gelatina e hidrooxipropil metilcelulose (HPMC) para prolongar a liberação no organismo desses compostos bioativos presentes na película do amendoim. O extrato será caracterizado em teor de compostos fenólicos, atividade antioxidante e determinação de catequinas e aflatoxinas. Os filmes serão produzidos por casting, sendo 5 formulações diferentes em que variam a porcentagem de gelatina e HPMC e a de sorbitol permanecerá constante. Para cada formulação dos filmes será testado três concentrações de extrato etanólico da película de amendoim. Os filmes serão analisados quanto à propriedades mecânicas, cor e opacidade, espectroscopia de infravermelho, microscopia eletrônica, liberação controlada, tempo de desintegração, adesividade. O estudo de estabilidade acelerada será feito com a formulação que apresentar melhores características para um filme de desintegração oral: menor tempo de desintegração, melhor mucoadesividade, maior concentração de fenólicos na liberação controlada, além de boas propriedades mecânicas e de cor e opacidade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEDESCO, MARCELA P.; MONACO-LOURENCO, CARLA A.; CARVALHO, ROSEMARY A. Characterization of oral disintegrating film of peanut skin extract-Potential route for buccal delivery of phenolic compounds. International Journal of Biological Macromolecules, v. 97, p. 418-425, APR 2017. Citações Web of Science: 5.
TEDESCO, MARCELA P.; MONACO-LOURENCO, CARLA A.; CARVALHO, ROSEMARY A. Gelatin/hydroxypropyl methylcellulose matrices - Polymer interactions approach for oral disintegrating films. Materials Science & Engineering C-Materials for Biological Applications, v. 69, p. 668-674, DEC 1 2016. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Desenvolvimento e caracterização de matrizes poliméricas como veículo de componentes ativos do extrato etanólico da película de amendoim. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Zootecnica e Engenharia de Alimentos (FZE/BT) Pirassununga.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.