Busca avançada
Ano de início
Entree

O Pátio do Colégio em São Paulo: agentes, tensões, representações

Processo: 13/12059-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Renato Cymbalista
Beneficiário:Joao Carlos Santos Kuhn
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Companhia de Jesus   São Paulo   Arquitetura religiosa   Urbanismo

Resumo

O projeto de pesquisa tem como objetivo estudar as transformações envolvendo o Pátio do Colégio em São Paulo, no período entre 1889 e 1979, a partir de uma problemática central: o giro de 180 graus na posição pública a respeito daquele que é um dos espaços mais emblemáticos da cidade, local de seu nascimento e emblema da espiritualidade colonial. Se na década de 1890 a posição vencedora foi a de secularização do território e ocultamento dos rastros jesuíticos, seis décadas depois a posição predominante foi de reconsideração, com a devolução do terreno aos jesuítas para a reconstrução do conjunto religioso, em um processo ímpar de des-secularização ocorrido no período de apogeu das linguagens modernas em São Paulo.Para isso, o projeto de pesquisa atenta aos diferentes agentes e grupos de interesse que incidiram sobre o Pátio do Colégio nessas seis décadas: lideranças políticas, intelectuais, imprensa e - atores em grande medida ignorados pela historiografia - os padres de Companhia de Jesus e seus apoiadores. Longe de travarem um debate puramente circunscrito às ideias, tais agentes operaram em permanente contato com um imaginário popular e até mesmo mítico que acabou por legitimar a aliança conservadora e católica que triunfou na devolução e reconstrução.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
KUHN, Joao Carlos Santos. Resistências sagradas: Pátio do Colégio, secularização e reconstrução. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.