Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do aumento das concentrações de CO2, nitrogênio e temperatura da água do mar no metabolismo de rodofíceas marinhas bentônicas

Processo: 12/19148-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Nair Sumie Yokoya
Beneficiário:Ana Lívia Negrão Leite Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dióxido de carbono   Nitrogênio   Mudança climática   Metabolismo vegetal

Resumo

O aumento das atividades antropogênicas nas áreas costeiras e do consumo de combustíveis fósseis desde a Revolução Industrial, tem causado graves impactos nos ecossistemas marinhos e em algas marinhas bentônicas. Esses organismos podem ser utilizados como biofiltros, já que removem nutrientes do meio marinho e os incorporam na forma de proteínas e aminoácidos. Além disso, o CO2 é utilizado em processos metabólicos, como na fotossíntese e na calcificação de algas calcárias. Estudos sobre os efeitos das mudanças climáticas, como o aumento do CO2 que causa acidificação e aumento da temperatura na água do mar, bem como os efeitos de concentrações de nutrientes, como amônio e nitrato, são necessários tanto em espécies de algas marinhas calcárias, que são consideradas importantes depósitos de carbono nos oceanos, como em espécies não calcárias e economicamente importantes, como Hypnea musciformis (Rhodophyta). O presente estudo tem como objetivos verificar os efeitos do CO2, nitrogênio e temperatura em Hypnea musciformis (Gigartinales) e em duas espécies de rodofíceas com impregnação de carbonato de cálcio, uma na forma de aragonita (Dichotomaria marginata (Nemaliales)) e a outra na forma de calcita (Jania adhaerens (Corallinales)). Além disso, verificar o potencial da espécie H. muscifomis no processo de biorremediação. Para isso, serão realizados experimentos de remoção, com adição de concentrações de nitrato ou amônio, juntamente com fosfato, nas razões de 10:1 e 100:1 de N:P. Em relação aos experimentos sobre os efeitos das mudanças climáticas nas algas, serão adicionadas concentrações baixas, médias e altas de nitrato ou amônio e CO2 em diferentes temperaturas, segundo o modelo climático IS92a. Serão verificadas as taxas de crescimento, taxa fotossintetizante, conteúdo de pigmentos, proteínas solúveis totais e conteúdo de elementos (C, N e P). Para as espécies calcificadas, também será determinada a taxa de calcificação. O presente projeto contribuirá para o aumento do conhecimento da ecofisiologia de rodofíceas marinhas bentônicas e dos efeitos das mudanças climáticas globais nesses organismos, e consequentemente, para a tomada de medidas de conservação de ambientes marinhos do litoral brasileiro. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, ANA LIVIA N. L.; CHIOZZINI, VITOR G.; BRAGA, ELISABETE S.; YOKOYA, NAIR S. Physiological responses and biofilter potential of Hypnea aspera (Rhodophyta, Gigartinales) cultivated in different availabilities of nitrate, ammonium, and phosphate. JOURNAL OF APPLIED PHYCOLOGY, v. 29, n. 2, p. 683-694, APR 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.