Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da atividade antifúngica, mecanismo de ação e análise do perfil proteico de t. rubrum e m. canis frente a derivados de Piper umbellatum

Processo: 13/10578-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Rosemeire Cristina Linhari Rodrigues Pietro
Beneficiário:Jolindo Alencar Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Trichophyton rubrum   Antifúngicos   Microsporum canis   Proteômica

Resumo

Dermatofitose é uma das micoses superficiais mais comuns e a mais frequente entre as infecções recidivantes no mundo e se dá pela infecção fúngica de tecidos queratinizados. Entre os agentes etiológicos mais comuns, encontram-se Trichophyton rubrum e Microsporum canis que serão utilizados como modelos do estudo. Apesar de não colocar o paciente em risco, gera desconforto e, em alguns casos, exige tratamento antifúngico sistêmico, o que gera preocupação quanto ao aparecimento de resistência às drogas atuais. Estudos anteriores demonstraram que alguns extratos de Pothomorphe umbellata e alguns de seus componentes, incluindo o seu principal metabólito secundário 4-nerolidilcatecol, apresentam atividade contra o crescimento microbiano. Esse projeto pretende quantificar a atividade dos extratos e compostos isolados pela determinação da concentração inibitória mínima (CIM) e investigar possíveis mecanismos de ação pela avaliação da liberação de material intracelular e pelos efeitos de sorbitol e ergosterol. Pretende também a utilização da análise proteômica de dermatófitos, que até então se limita à identificação de mecanismos de virulência, em resposta ao tratamento com amostras e antifúngicos tradicionais, procurando desvendar mecanismos de ação e/ou novos alvos terapêuticos, um tipo de estudo que não existe ainda em dermatófitos. Adicionalmente será avaliada a citotoxicidade dos extratos e compostos isolados frente à linhagens celulares de mamíferos. Esses resultados permitirão avaliar proteínas-alvo envolvidos em mecanismos de ação e estabelecer o potencial para testes clínicos dos extratos de P. umbellata e substâncias isoladas visando a produção de um futuro fitofármaco antifúngico.