Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de nanocristais de celulose a partir de polpa reciclada utilizando hidrólise enzimática e hidrólise ácida

Processo: 12/12544-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Ana Paula Lemes
Beneficiário:Cristiane Pereira de Siqueira
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Polímeros (materiais)   Hidrólise enzimática   Hidrólise ácida   Nanocristais   Celulose

Resumo

A nanotecnologia está cada vez mais presente no desenvolvimento tecnológico atual, devido as suas distintas propriedades físicas e químicas, que lhe permitem aprimorar e criar materiais com novas características, como a alta resistência mecânica. A celulose, um dos biopolímeros mais abundantes no planeta, pode ser utilizada como fonte orgânica para a obtenção dos chamados nanocristais de celulose, cristais de dimensões nanométricas que apresentam características interessantes para as mais variadas aplicações, desde a área tecnológica até a área biomédica. Para a produção dos nanocristais de celulose é necessário realizar a hidrólise de celulose, que consiste na clivagem de ligações entre as moléculas por elementos da água, podendo utilizar como agente de clivagem um ácido forte (hidrólise ácida) ou mesmo enzimas (hidrólise enzimática). Assim, o objetivo desse projeto é o estudo da produção e caracterização de nanocristais de celulose utilizando polpa de celulose reciclada através da hidrólise ácida e da hidrólise enzimática, a fim de verificar a influência de algumas variáveis específicas para cada método e diferenças entre os dois métodos quanto às dimensões dos NCC produzidos e rendimento. A fonte de matéria prima, polpa de celulose reciclada, será utilizada com o intuito de verificar também a viabilidade de produção a partir dessa fonte de celulose de menor custo, ainda pouco estudada na literatura. (AU)