Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização imunoistoquímica e distribuição de células dendríticas e linfócitos citotóxicos na doença periodontal

Processo: 13/08589-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Camila Tirapelli
Beneficiário:Raphael Jurca Gonçalves da Motta
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Diagnóstico periodontal   Doenças periodontais   Imuno-histoquímica   Resposta imune

Resumo

Objetivo: este projeto pretende analisar a expressão e o padrão de distribuição de células da resposta imunológica no tecido gengival de pacientes com doença periodontal através de análise imunoistoquímica (IHQ). Material e métodos: de acordo com critérios de inclusão e exclusão, serão selecionados 30 pacientes (10 por grupo) com diagnóstico de periodontite crônica (Grupo A); periodontite agressiva (Grupo B), e gengiva clinicamente saudável (Grupo C - controle); dos quais será coletada uma amostra de tecido gengival durante procedimentos cirúrgicos de rotina. Células dendríticas imaturas serão localizadas usando os marcadores CD1a, CD207, S100, e células dendríticas maduras usando os marcadores CD83 e CD208. Linfócitos citotóxicos no epitélio e/ou córion serão identificados usando os marcadores CD3, CD8, Granzima B e Perforina. A imunoexpressão será avaliada, utilizando-se representação de imagem por meio de um sistema computadorizado, constituído por microscópio de luz (Leica DM500), adaptado a uma câmera de alta resolução (Leica ICC50) e monitor de vídeo colorido. As imagens serão obtidas utilizando-se o programa Leica IM50 Imagem Managem e o processamento das mesmas será feita através do programa Leica QWin Image Processing and Analysis System. Considerar-se-á marcação positiva aquela que apresente coloração acastanhada, conferida pelo cromógeno DAB. Contagens independentes de 10 campos separados para cada caso será feito. A análise estatística será feita utilizando um pacote estatístico previamente definido, assim como testes estatísticos devidamente selecionados, adotando um nível de significância de p<0,05. O teste T será considerado quando os resultados mostrem distribuição normal, enquanto o teste de Mann-Whitney será considerado para os resultados que não mostrem tal distribuição. (AU)